Bom dia!

“A situação fiscal do governo federal é horrorosa, mas os estados e municípios conseguem a proeza de estarem em situação pior ainda. O estado do Rio de Janeiro é apenas a ponta do iceberg. Rio Grande do Sul e Minas Gerais já despencaram do precipício, é questão de tempo para sentirem o impacto. Paraná e Distrito Federal estão na beira do precipício, e os outros estados não estão em situação melhor. Com os municípios é questão de tempo para chegarem no mesmo patamar.

Vocês leitores não veem, mas o desastre está ali e tem nome: folha de pagamento de ativos e inativos. Em breve, na maior parte de estados e municípios, o número de funcionários aposentados será superior ao de funcionários na ativa. Em resumo, com o tempo, por causa das aposentadorias, a rede pública terá menos professores, menos médicos, menos policiais, e mesmo assim o custo da folha de pagamento continuará a subir. Tem outro detalhe: vários estados e municípios criaram fundos próprios de previdência. Desnecessário dizer que boa parte deles está em situação calamitosa e beira a insolvência. Essa conta vai sobrar também para o contribuinte.

A carga tributária brasileira já está acima de 33% do PIB. Isto quer dizer que a cada 3 (três) dias de trabalho 1 (um) você trabalha para pagar o Estado. Essa carga tributária já é elevada para padrões de países em desenvolvimento”

“O Brasil precisa escolher, não há para onde fugir, ou fazemos as reformas necessárias (tributária, previdenciária, abertura econômica, desburocratização e facilitação para abertura de empresas, e redução dos custos de contratação) ou teremos a inflação de volta.”

http://bdadolfo.blogspot.com.br/2017/08/inflacao-x-reformas-economicas-escolha.html

  • Zé do ranho 11/11/2017 at 08:04

    First

  • Libertario 11/11/2017 at 08:04

    Primeiramente first
    Segundanente bom final de semana.

  • Tecelão 11/11/2017 at 08:05

    Bom dia , first do sábado , chuvoso aqui no interior de São Paulo.

  • Tecelão 11/11/2017 at 08:06

    Ops , Zé do ranho foi mais rápido

    • Zé do ranho 11/11/2017 at 08:07

      Por um pentelhésimo de segundo!

  • dautonico 11/11/2017 at 08:10

    Consternando com um amigo envolvido em política já de maneira profissional.. o cara me falou que essa herança maldita + a questão cultural dos encostados que assola algumas repartições publicas é um problemão que ronda a ‘classe política’… ai os caras entram lá, veem que em um mandato “não conseguem” resolver esse b.o ai e partem só pra ação que tragam votos na próxima eleição, para garantirem o deles… e o resto do pais que se exploda…

    Um bom sábado a todos…

    • dautonico 11/11/2017 at 08:11

      *Conversando…. ainda to acordando hauahuahua

    • Joselito 11/11/2017 at 10:20

      Do outro lado, os funcionários públicos observam o entra e sai dos políticos profissionais e seus comissionados, percebem que estes só querem manutenção no poder, e ninguém trabalha para melhorar o caos da banania.
      Vai?

  • Neco 11/11/2017 at 08:18

    Bom dia.

    Se o tópico estiver certo, teremos inflação de volta.

    As reformas estão emperradas.

    Vai ser ruim de todo jeito.

    • Alta Mogiana 11/11/2017 at 09:09

      Se vier forte vai dá um xeque mate nos consignados e empréstimos da vida.

    • Oriundo 11/11/2017 at 09:20

      À espera de uma janela.

      Galera, temos notícias do DRN?

    • Mineirausfall 11/11/2017 at 09:52

      *Por enquanto*, existem as travas constitucionais para emissão de moeda (art. 164) e de dívida (art. 167).

      Se as travas forem mantidas, FPs e fornecedores vão arder.

      A tentação de tirar as travas vai ser grande. Mas, eles que sequer mencionem essa possibilidade. É crise cambial na hora, já que os gringos vão sacar tudo “enquanto essa m**** ainda vale alguma coisa” (by Quero).

      • 300esparta 11/11/2017 at 10:17

        A questão é:

        Qual “fortes” são essas travas??

        • 300esparta 11/11/2017 at 10:18

          quão*

        • Mineirausfall 11/11/2017 at 10:50

          Isso depende de existir o mínimo de sanidade do Executivo e, principalmente, do Legislativo.

          Se eles forem malucos o suficiente para, tocarem o F***-se e fazerem uma PEC, no sentido de remover as travas, CABÔCI.

          • Tannhauser 11/11/2017 at 13:27

            Não precisa emitir moeda, basta emitir titulos da divida pública. É só fazer como o PT planejava. Emite dívida até o limite do bom senso a quaisquer juros que o mercado esteja disposto a pagar, faça contabilidade criativa enquanto puder e depois dê o calote, alegando que é pra combater o rentismo.

            • Mineirausfall 11/11/2017 at 15:46

              São duas travas. Uma, vedando a emissão de moeda para financiar o Tesouro. A outra, limitando a emissão de dívida à quantia referente a investimentos.

      • Joselito 11/11/2017 at 10:26

        Como eh essa trava do 164?

        Art. 164. A competência da União para emitir moeda será exercida exclusivamente pelo banco central.

        Resolução bacen ou leis ou sei lá oq linka emissão com alguma outra conta? (Tipo emissão de dívida linkada nos investimentos?)

        • Mineirausfall 11/11/2017 at 10:43

          § 1º É vedado ao Banco Central conceder, direta ou indiretamente, empréstimos ao Tesouro Nacional e a qualquer órgão ou entidade que não seja instituição financeira.

  • Knight-Doc 11/11/2017 at 08:19

    Salve, 300! Deus VULT

  • Knight-Doc 11/11/2017 at 08:20

    TRAZENDO POST DO PAPIRANTE NO ÚLTIMO BOTECO… POIS QUE BOTECO É CULTURA, ORA [email protected]

    PapiranteSalg 11/11/2017 at 01:41
    O conteúdo psicológico da atividade política brasileira e a carência de motivações coletivas nos comportamentos partidários.

    “Colocando o problema dentro do campo da pesquisa científica, é natural que procuremos indagar a razão disto – desta vacuidade, desta carência de “motivações coletivas”, e quais as causas históricas e sociais que explicam este fato, este individualismo no comportamento social dos cidadãos, dos governantes, dos partidos.

    Para isto, bastar-nos-á estudar o meio social e cultural, dentro do qual evoluiu o zoon politikon brasileiro, observando-o nos centros genéticos de sua formação e evolução. Quero dizer: no campo, nas populações rurais, através dos grandes domínios e das suas instituições sociais.”

    “Fixemos bem este ponto: para a educação política do povo, só há uma escola eficiente – a escola dos seus costumes, das suas tradições, dos seus usos, das suas instituições sociais, do seu direito público costumeiro, em suma. São estas tradições, estes usos, estas instituições sociais, esse direito público costumeiro que depositam, dentro da consciência de cada cidadão, esta capacidade, esta “consciência jurídica pública”, para empregar uma expressão de Bielsa, capaz de determinar a atividade e o comportamento dos homens na vida política e não simples idéias (princípios, postulados, dogmas, teorias), apreendidas nos livros e nas Universidades. Ora, esta escola dos costumes e das tradições sempre faltou às nossas populações rurais.

    Dentro dos domínios senhoriais – para onde se havia recolhido o espírito público das populações coloniais – nada havia, realmente, que desse à massa, neles moradora, força política e autonômica em face dos senhores-de-engenho e proprietários de terras. Não havia ali nenhuma instituição de autogoverno, constituída por ou para aquela população moradora: “síndico”, “junta”, “concelho”, “assembléia da comunidade” — à maneira das “assemblées de village” dos velhos feudos do Ancien régime. Os moradores do domínio – sitiantes, camaradas, vaqueiros, colonos, agregados, arrendatários, foreiros, etc.; toda a população, em suma, habitante dentro das terras dominicais – estava, desde o primeiro dia do I século, inteiramente à mercê do “senhor-de-engenho” — única voz que ali se fazia ouvir, único centro efetivo de ordenação e de coordenação, único poder autoritário que ali se manifestava, sem controle possível.

    Situação inteiramente diferente, portanto, da que ocorreu nos grandes domínios feudalizados europeus. Nestes, a população moradora -que se havia organizado em “aldeias agrárias” desde os tempos imemoriais – tinha, durante o regime feudal, os seus órgãos de administração autônoma, as suas assembléias, os seus tribunais próprios, paralelamente aos saídos da autoridade do senhor feudal; assembléia e tribunais que continham o arbítrio deste e as violências, e faziam a justiça do povo, independentemente da vontade do senhor. Eram órgãos jurídicos e administrativos criados pela própria população moradora e exercidos diretamente pelos agricultores e pela “gente mecânica” (artesanato) dos domínios.”

    “Esta “gente mecânica” e estes agricultores dos grandes feudos e senhorios tinham, assim, suas instituições de tipo democrático, umas para os seus interesses próprios, outras para colaborar com o senhor e, mesmo, outras para enfrentá-lo e lutar contra ele. O senhor feudal -como bem lembra Vinogradoff — não era, dentro do seu domínio, um tirano, um déspota, um autocrata, um soberano onipotente. Não; era antes -pelo conjunto de instituições populares existentes no domínio — um “rei constitucional”

    “Nos nossos engenhos e fazendas, dava-se o contrário: só o senhor decidia, só o senhor ordenava, mesmo em questões que só interessavam à população moradora e à sua vida econômica – como a exploração da terra, a venda dos produtos, a sua permanência e estabilidade nas terras dominicais. Esse arbítrio se fazia sentir sobre toda a população ou fixada nas terras do engenho ou da fazenda, mesmo sobre o lavradores de “cana obrigada”, que era uma classe de moradores livres, rendeiros ou foreiros, mas abonados, sempre a mais qualificada do domínio ou do engenho – conforme vemos em Vilhena, Antonil e Vauthier.

    Esses moradores “obrigados”, não obstante os seus haveres e escravos, eram, entretanto, homens na inteira dependência do senhor do engenho.”

    “Confrontem-se agora estes dados de Vilhena com os informes de Vinogradoff. Todas estas questões e estes interesses dos nossos “moradores” — que, nos domínios feudais europeus, estavam fora do arbítrio do senhor e eram submetidos à deliberação democrática das assembléias da comunidade aldeã ou dos seus tribunais eletivos — aqui sempre foram decisões exclusivas do senhor-de-engenho ou do fazendeiro: não havia como recorrer das suas deliberações ou resoluções.”

    Oliveira Viana, Instituições Políticas Brasileiras

    ReplyLinkQuote

    trouxa bananense 11/11/2017 at 01:54
    Se tudo der certo, voltaremos a essa época e viveremos felizes para sempre…SQN…aqui é HUEHUE BRBR…nem feudalismo dá jeito nessa merda.

    ReplyLinkQuote

    PapiranteSalg 11/11/2017 at 02:07
    Nada disso mudou, só estamos diante de uma nova roupagem. Hoje o senhor de engenho está substituído pelo narcotraficante/político que protege o rebanho de cidadãos da anarquia branca mencionada pelo mesmo Viana. A antiga capanagem senhorial continua sendo exercida por membros do tráfico, das polícias. Aquilo que Viana chama de mestiço inferior que nos nossos primórdios não tinham pendão para a capanagem senhorial, continuam em voga exercendo o papel de doleiros, laranjas, etc, dos diversos clãs políticos/narcotraficantes.

    CLAP CLAP CLAP

    • Mineirausfall 11/11/2017 at 09:28

      Tópico?

      • Pão de queijo com café 11/11/2017 at 10:30

        Que paulada…

      • Nonada 11/11/2017 at 16:04

        Mudam-se cenários, mas os papéis continuam muito similares aos de séculos atrás.

        Ó, Animal Humano, sois instinto de onde raros escapam. Prisioneiro de suas vãs percepções.
        Ó, mísero ser, no início e no fim, Nonada, Insignificância, Ninharia…

  • 300esparta 11/11/2017 at 08:21

    Bom dia!

    Assisti a parte 2 do guia politicamente incorreto…. Odiei a parte que eles falam justamente da economia e inflação….

    Começou um show de mortadelagem, até um dos entrevistados fala dos “coxinhas”, e me desencantei com o documentário.

  • Knight-Doc 11/11/2017 at 08:25
  • Knight-Doc 11/11/2017 at 08:26

    Ajude-nos… BONIFÁCIO, o fundador do Brasil
    http://bonifacio.ofundadordobrasil.com.br/

  • Knight-Doc 11/11/2017 at 08:33

    Olavo de Carvalho – Brasil PARALELO – Entrevista completa
    https://www.youtube.com/watch?v=k1XDebDRN0o

  • Nuendo 11/11/2017 at 08:36

    CVR
    Filha da empregada recebeu o aviso da firma:
    Agora vai trabalhar só de quarta a sábado e receber R$300,0 por mês. Antes trabalhava a semana, ficava muito tempo ociosa no emprego e recebia um salário mínimo.
    KKKKK RECEBA!!!

    • Neco 11/11/2017 at 08:45

      Não chegamos no fundo do poço ainda. Não vejo a luz no fim do túnel.

      • Knight-Doc 11/11/2017 at 08:54

        Só olhar pra cima… 😀

        • Neco 11/11/2017 at 09:20

          O túnel é sempre horizontal, passa por debaixo de uma montanha, alguns até debaixo do mar, eu quiz dizer que estamos fazendo uma travessia e estamos longe do fim. Um túnel comprido sempre e escuro no meio, penso que é mais ou menos onde estamos.
          Também podemos dizer que estamos cavando um poço, e também, ainda não chegamos no fim, ou no fundo.

    • 300esparta 11/11/2017 at 09:09

      Coitado do empregador. Vai levar um processo.

      • Julio 11/11/2017 at 09:21

        Vai mesmo.

        Tem que fazer isso com funcionários novos, ou seja, mandar embora os antigos.

        A lei trabalhista é a responsável pelo eterno índice alto de desemprego no Brasil. Como diria o saudoso Betting, “capital é como o vento, só entra onde há saída”.

    • Oriundo 11/11/2017 at 09:25

      Reforma sem diminuição do roubo estatal?
      Ta bom…

      • Papai Noel 11/11/2017 at 12:53

        eu concordo com reforma trabalhista – mas o que é mais difícil é ficar pagando outro salário para o governo – um para funcionário outro em taxas / impostos e o diabo a quatro..

    • Tannhauser 11/11/2017 at 13:30

      Agora podem contratar uma segunda funcionária então. Menos 1 na fila do desemprego.

  • Julio 11/11/2017 at 09:18

    Reformas?

    Para se fazer reformas é necessário enfrentar a máquina, formada por uma classe burguesa que mama no Estado, de funcionários públicos a políticos, que contam com o poio de outras classes: a dos “formadores de opinião, como professores, filósofos, escritores, a maioria de esquerda; da imprensa, maioria de esquerda.

    E qual o argumento deles para não se fazer as reformas? Que elas prejudicarão o povão, como acabar com a CLT fascista, fechar a Justiça do Trabalho, que custa o dobro do que se paga em indenizações, extinguir o FGTS e contribuições sociais, revertendo o valor no salário do empregado, vender todas as estatais e abrir a livre concorrência internacional, entre centenas de outras coisas.

    Infelizmente o povão, o bananense médio, engole tudo e acha mesmo que o juiz do trabalho está preocupado com ele, que o FGTS quem paga é o patrão, que o governo é legao por “dar’ um sistema de saúde público, que uzamericanu querem tomar conta do país, que a Petrobras garante nossa soberania …

    E aos políticos também não interessa reforma política ou fiscal. Sabem que do jeito que está, eles continuarão fingindo que fazem obras enquanto a outra parte finge que paga todos os impostos. Assim, ninguém pode reclamar do outro.

    O pensamento do político brasileiro, quase todos vagabundos que não sabem administrar a própria casa, mas são eleitos para administrar o país, consiste em:

    1 – Chegar ao poder;
    2 – Manter-se no poder;
    3 – Conquistar regalias;
    4 – Manter regalias.
    5 – Beneficiar seus próximos;
    6 – Em branco
    7 – Pensar no país.

    Resumindo, nenhuma verdadeira reforma virá de cima para baixo, mas de baixo para cima. Por isso minhas esperanças são pequenas.

    • Neco 11/11/2017 at 09:23

      Eu acredito em milagres. No caso do Brasil, só milagre, e milagre grande.

    • Mineirausfall 11/11/2017 at 09:37

      Reformas de baixo pra cima? Pode esquecer!

      Os posts do Papirante desta semana são bem esclarecedores sobre a formação do mastermind bananense. E tratam, principalmente, do povo.

      Até que seria interessante uma série, do tipo “A Gênesis da Banânia”.

      Só tem um probleminha: acaba com qualquer esperança de “ir”.

      • Pão de queijo com café 11/11/2017 at 10:33

        Affff

  • Nunes 11/11/2017 at 09:18

    Campanha BoB Esperança Final de Ano
    (faremos a campanha até 29 de dezembro ou até atingirmos a meta)

    BoB um lugar cheio de amigos, tretas e notícias.
    Como não somos financiados por ONGs, Soros, fake news ou pelo governo, nosso compromisso é com a verdade sempre, é hora de dar aquele empurraozinho na poupança para alimentar o Motumbo (motumbo é o nosso server).

    -Doação por Paypal: caixa lateral do BoB: Doações via Paypal
    -Doação por BarnaCoin(btc): 1LkJcfU1gd3sEGJvFAJFB7ye8HjF7ZEvg5
    -Doação por Poupança/corrente (a mais usada): Para quem não tem peça os dados com carinho no e-mail : [email protected] (para quem tem, a poupança é a mesma)

    Na última campanha, com começo de 2017, pagamos os gastos restantes de 2016 até outubro de 2017. A meta agora é deixarmos tudo pago desde Novembro/2017 até Junho 2018. Temos um gasto de 250 Temers mensais, relacionados ao servidor e profissional de monitoramento. No começo do ano teremos gastos relacionados a renovação de domínio e compra de um domínio backup. O relatório de transparência, sairá no máximo até 30 de dezembro.

    Desde já agradeço em nome de todos os admins do BoB

    • Dioclésio 11/11/2017 at 09:31

      Done!

    • Papai Noel 11/11/2017 at 12:56

      done!!

  • Knight-Doc 11/11/2017 at 09:24

    Bate-papo de Olavo de Carvalho com Beatriz Kicis e Leandro Ruschel
    https://www.youtube.com/watch?v=jeGytrcJPBo

  • Alta Mogiana 11/11/2017 at 09:52

    “Grande parte da economia mundial gira em torno de sexo e de jogos de azar. Mas há um terceiro produto em torno do qual circula outra parte gigante da economia global – as drogas. ”

    Do livro O EFEITO VENCEDOR – Ian H. Robertson.

  • Zuka Jones 11/11/2017 at 09:54

    E, sobre a reforma trabalhosta.. Bom, gostei só do título. O resto da matéria e mais do mesmo.

    https://g1.globo.com/economia/noticia/com-fim-da-contribuicao-obrigatoria-ministro-estima-que-mais-de-3-mil-sindicatos-desaparecerao.ghtml

    • Rodrigo 11/11/2017 at 10:14

      Se o Temer não recuar…

  • Bruno L 11/11/2017 at 10:07
  • Neco 11/11/2017 at 10:20
  • Setembrochoves 11/11/2017 at 10:24

    Salsicha fala e não cita dados. Perde credibilidade.

    Vou falar da União. O problema não são os aposentados por si só.

    Tem muito joio neste trigo.

    Pra falar de aposentadoria tem que separar o RGPS do RPPS. Dentro do RPPS tem que separar União de Estados e Municípios. Terceiro, separam-se os Poderes e, do Executivo, tira-se o Ministério Público que é um caso a parte. Militares e Policiais também devem ser vistos de forma diferente e, se depois de tudo sopesado, se achar que eles são merecedores dos benefícios que obtém, saberemos o quanto estará indo pra eles de forma clara.

    Como disse, vou falar da União, mais especificamente do Executivo. Setembro:

    Militares:
    36% Ativo
    33% Pensão
    29% Aposentados
    o restante é despesas diversas (exercícios anteriores, indenizações etc).

    Portanto, os Militares consomem 100, mas recebem só 36, pois quase todo o resto é pra pagar aposentadoria e pensão, e mais pra pensão do que aposentadoria, e dentro da pensão quase 100% é mulher que recebe, sendo que muitas são filhas e netas de militares (não estamos falando de militar morto em serviço, que foi pra guerra, mas de situação que era corriqueira).

    Civil:
    Ativo 60%
    Aposentadoria: 28,5%
    Pensão 11,5%

    Novamente a categoria que mais pesa, isoladamente, em termos de benefício enumerado é a Pensão, que fica 95% de beneficiário mulher.

    Ainda aqui teríamos que separar por órgão recebedor. Há alguns que não arrecadam, praticamente só tem inativo.

    E o maior fator de todos para o servidor civil é que uma EC de 2003 minou o regime de solidariedade e, desde 2013, com a implementação administrativa do comando constitucional, a Contribuição Previdenciária do Servidor Civil vai para o RGPS/INSS e para o FUNPRESP. Salvo engano, não há mais contribuição dos novos ao RPPS. Se antes o governo só contribuía em teoria, agora não temos mais qq contribuição, seja do governo seja do servidor, o que vai jogar o RPPS pra ser um sistema cada vez mais deficitário.

    Já o FUNPRESP não tem Despesa, é “novinho”, portanto Superavitário ao extremo, já que só arrecada.

    O INSS também recebeu uma “turbinada” com a entrada de contribuição de servidores que estão longe de se aposentar.

    A grande sacada desses governistas de plantão é que eles terão o FUNPRESP para “administrarem”, isso por muitos anos. Uma fonte muito vigorosa em valores e frágil em fiscalização e medidas anticorrupção.

    • Setembrochoves 11/11/2017 at 10:29

      Esclarecimento: o Governo Federal não recolhe a parte patronal da Contribuição Previdenciária devida ao RPPS nem ao INSS, mas recolhe a devida ao FUNPRESP.

      • Rodrigo 11/11/2017 at 10:30

        quem adora falir fundo de pensão…

        • Setembrochoves 11/11/2017 at 10:35

          Isso, a grande sacada deles é essa. Extingue agora com uma Reforma mentirosa o RPPS e mina o RGPS que já não dá pra se tirar muito mais deles, ao menos o RPPS não dá mais e o INSS em um futuro não tão longínquo.

          Ao mesmo tempo Turbina o FUNPRESP pra ser roubado no futuro.

          • Rodrigo 11/11/2017 at 10:38

            o funpresp foi feito para ser roubado, assim como foram os fundos da Caixa, PBR, Curreios etc

          • Pão de queijo com café 11/11/2017 at 10:40

            Detalha isso que é tópico

            • Mineirausfall 11/11/2017 at 10:55

              (2)

              • Quero mais é que se f... 11/11/2017 at 12:07

                Setembro matou a pau agora!

                Bingo Master Extra Plus fucking pussy pika das galáxias!

                A sacada é exatamente essa: turbinar esse Funpresp para espoliarem lá na frente. A União nunca contribuiu com porra nenhuma no RPPS, só faz arrecadar com a contribuição previdenciária oficial.
                Daí paga as aposentadorias e pensões retirando dinheiro do OGU. Um Deus nos acuda agora.
                No começo dava certo, pois você tinha 34 pessoas trabalhando para cada grupo de aposentados. Hoje são menos de oito pra um. Em 2040 apenas quatro. Igual esse Funpresp que só recebe injeção de grana e não paga nada ainda.

                Aí mais à frente colocarão um peteba, um vagabundo de um partidão para saquear e fazer caixa pro para a quadrilha enriquecer e financiar as campanhas. E vão dizer que o fundo é deficitário e se não fizerem as reformas o Funpresp quebrará. E os otários pagarão a conta de novo, iniciando outro ciclo.

                Bananense morre e não aprende nunca como é que a banda toca. Vão morrer esperando sempre a solução vir por parte do estado governado por bandidos e facínoras da pior espécie.

                • Setembrochoves 11/11/2017 at 13:00

                  Eu fiz mais elaborado e postei mais abaixo. Vê se ficou do agrado. Nunes. Dá uma olhadinha tb se estiver com saco.

                  • Quero mais é que se f... 11/11/2017 at 13:21

                    Sim, ficou óTEMO.

                    Nunes, ensaca aí e transforma em tópico na semana que vem, por favor.

                    • Tannhauser 11/11/2017 at 13:47

                      Até junho de 2018 o servidor que esteja no RPPS poderá migrar para o RGPS, podendo complementar ou não com o Funpresp. Receberá ao se aposentar o teto do RGPS (caso tenha contribuído para o teto) + beneficio especial (calculado de acordo com o que servidor já contribuiu no RPPS).

                      Por exemplo, o servidor que escolha migrar e ganha 20k de salário pagará 11% sobre 5k (teto do INSS) + 7,5% ou 8,5% sobre 15k para o funpresp. Ou então paga só os 11% do teto e faz o que quiser com o resto.

                      Agora com a subida da contribuição de 11% para 14% para salários acima do teto do INSS, está começando a valer a pena migrar. Ainda mais com a idade de aposentadoria cada vez mais distante…

                    • Mineirausfall 11/11/2017 at 19:32

                      YEAH!

      • Pé Vermelho 11/11/2017 at 10:31

        Vi q ele colocou o PR no rolo de quase caindo,
        mas pelo que ouço, deixo claro que é sem ler nada de dados,
        parece que o Governo está controlado e nossa previdência pública estadual tb.
        Dados seriam interessantes…até pq sou FP do Estado

        • Setembrochoves 11/11/2017 at 10:40

          A realidade dos Estados, quase todos, é outra. Eu teria que estudar o Paraná pra saber.

          Os Estados, em regra, concederam tudo e mais um pouco desde 1998 pra cá. Enquanto a União tirou tudo. Não há no Executivo Federal anuênio, quinquênio, ou algo do tipo. Não há licença-prêmio. Muita coisa foi extinta.

          Mas entre a realidade ser uma e a Previdência de algum Estado estar “quebrada” vai um longo caminho. E não estavam quebradas da última vez que vi. Mas tem mais de 5 anos que não vejo.

          • Pé Vermelho 11/11/2017 at 10:47

            Aqui a dois anos o governador fez uma reforma (lembra do quebra pau que teve em Curitiba até com invasão e deputado de camburão?!) que alterou um monte de coisas na ParanaPrevidência,
            foi dito que o estado não estava pagando a parte dele – não posso confirmar, depois da reforma os sindicatos quietaram, penso que deve estar pagando
            Mas ja aproveitou e pegou emprestado um pouco do dinheiro que estava lá para fazer investimentos e deixou uma nota dizendo que paga quando puder,
            mas segurou os aumentos, em outubro passou uma lei limitando correções de salários.
            Só fiquei cabreiro com nós ali, pq o governador está cortando tudooooo

            • Setembrochoves 11/11/2017 at 11:13

              Ah sim. Os governos nunca pagaram a parte dele. Nenhum governo, não conheço exceção.

          • Mineirausfall 11/11/2017 at 10:55

            Tem o Cabralistão, que andou fazendo empréstimos lastreados em royalties, para cobrir o rombo de sua previdência. Isso, em 2013.

            https://oglobo.globo.com/rio/alerj-aprova-antecipacao-de-48-bilhoes-dos-royalties-para-financiar-rioprevidencia-11105666

      • Mineirausfall 11/11/2017 at 11:10

        Ihhh… Não há recolhimento da contribuição patronal, nem que fosse para “mover de uma caixinha pra outra”…

        Então, o RPPS já era, mesmo.

        O FUNPRESP, parece uma das formas de financiar os rombos atuais. Tipo, o dinheiro que sai do orçamento e dos contracheques para o FUNPRESP, retorna ao Tesouro via títulos públicos.

        Malandragem contábil. Agora, que caiu a ficha.

        Mais na frente, vai ser o mesmo problema proveniente da dívida pública gigante, mesmo que não façam nenhuma lambança.

        • Zuka Jones 11/11/2017 at 14:12

          Isso… Por isso a orientação da funpresp em títulos públicos. Será o maior financiador do estado, individualmente.

        • Tannhauser 11/11/2017 at 14:23

          Entendo que a curto prazo o funpresp é ruim para o governo, já que ele terá que emitir divida para contribuir com a sua parte no fundo.

          Veja:

          A contribuição é de 1 para 1. O servidor contribui com R$ 1 e a União com outro R$ 1.

          Então, ao longo do tempo, a União terá que emitir divida para depositar nesse fundo.

          No RPPS a União só pagaria quando o servidor se aposentasse.

          Você está dizendo que a União não contribui com a sua parte?

          • Mineirausfall 11/11/2017 at 17:12

            “Você está dizendo que a União não contribui com a sua parte?”

            Setembrochoves 11/11/2017 at 10:29
            Esclarecimento: o Governo Federal não recolhe a parte patronal da Contribuição Previdenciária devida ao RPPS nem ao INSS, mas recolhe a devida ao FUNPRESP.

            Pelo que foi posto acima, não há algo como “contribuição previdenciária patronal”, nos moldes do que ocorre na iniciativa privada (um quinto da folha de ativos). Bem, se fosse assim, o RPPS não seria diferente de um FUNPRESP.

            A Banânia, mais uma vez, fazendo a coisa mais tosca. Joga ativos e inativos/pensionistas no mesmo balaio e dane-se.

          • Mineirausfall 11/11/2017 at 17:21

            “Entendo que a curto prazo o funpresp é ruim para o governo, já que ele terá que emitir divida para contribuir com a sua parte no fundo.”

            Segundo o art. 167 CF, o (des)gobierno não pode fazer isso. A contribuição patronal para o FUNPRESP é gasto de custeio, não podendo ser coberto por emissão de dívida.

            O que (des)gobierno pode fazer, é criar gastos referentes a “investimento” e usar o dinheiro recolhido pelo FUNPRESP, através da emissão de dívida.

            Agora, fiquei com a pulga atrás da orelha. Qual é a arrecadação anual do FUNPRESP? Será que o T&#&% está fazendo aquele “pacote de investimentos” com esse dinheiro?

            *Acho* que não chega nem perto dos 42 GBRL/ano. Mas, seria interessante verificar isso.

    • Setembrochoves 11/11/2017 at 10:41

      Adicionando valor, despesa de pessoal da União, Poder Executivo:

      Civil: 14 bi
      Militar: 5 bi.

  • Final Countdown 11/11/2017 at 10:26

    Macacada, a hipótese de uma guerra grande no Oriente Médio está na comta de vossas senhorias para o Otimismo do ano que vem???
    Já pensaram no barril a $80-100????
    É ou não é jogar gasolina na fogueira ???

    • Pé Vermelho 11/11/2017 at 10:48

      Aqui na região a gasosa chegou nos 3,99… vai passar facinho de 5 assim kkk

  • Rodrigo 11/11/2017 at 10:33

    quanto aos 14% de contribuição dos funças públicos, não tem como incluir os novos que estão no funpresp, já que tem os mesmos direitos dos CLT, logo, não podem pagar mais para ter o mesmo direito.

    • Rodrigo 11/11/2017 at 10:35

      se cobrar só dos anteriores ao funpresp, os mais novos vão migrar para o novo regime e a arrecadação vai cair ainda mais.

      O PT transformou o INSS num Ponzzi turbo.

      • Setembrochoves 11/11/2017 at 10:44

        De 2013 pra cá não tem mais opção. Entra no FUNPRESP.

        Acabou a Solidariedade. Agora é Contributivo (FUNPRESP) e Solidário (INSS). Mas a solidariedade entre os Servidores Públicos do Executivo Federal o PT acabou com ela.

        O que está havendo é estudos de colegas pra sair do RPPS e ir pro FUNPRESP. Essa possibilidade do caminho invertido ainda está aberta.

        • Tannhauser 11/11/2017 at 14:31

          Mas também pode ir do RPPS para o RGPS sem FUNPRESP. Estou errado?

  • Rodrigo 11/11/2017 at 10:39

    vejam, vcs não tem ideia da bomba que o PT montou no INSS.
    Vcs não tem ideia, nem em pesadelo vcs poderiam imaginar.

    • Pão de queijo com café 11/11/2017 at 10:40

      ??

    • Papai Noel 11/11/2017 at 13:03

      Eles usaram o dinheiro da contribuição do povo como “Renda” e gastaram tudo para custear o Brasil- o PT usou, o PSDB usou, nenhum governo pegou este dinheiro e falou – isto é para o futuro, vamos guardar ..
      http://blog.kanitz.com.br/problema-previdencia/ – tem um artigo que explica bem o que os governos veem fazendo.

  • Bolhicio 11/11/2017 at 10:45

    GRUPO DE INVESTIMENTOS INTER

    Ja passamos os 30 inscritos e estamos na faixa de 500k!!!

    -https://bancointer.com.br/investimentos/grupo-de-investimentos.jsf

    Quem vai decidir qual letra/prazo/valor aplicar é você. Quem vai decidir qual/quando/quanto resgatar é você. O Administrador do grupo não vai ter NENHUM acesso ao seu capital. Nem mesmo saberemos quanto você tem aplicado! Esse grupo é uma maneira do banco fomentar o boca a boca, o que justamente está acontecendo aqui.

    ATENÇAO
    Uma vez no grupo, você só poderá sair se for formar um novo grupo. Regras do banco.

    Para participar basta enviar para mim ou para o Ludovico seu nome, cpf e email de cadastro no inter. Feito isso o Ludovico enviará um email para o banco cc para você solicitando a sua inclusão. E você deverá responder ‘De acordo’. Facil, facil.

    bolhicio @ gmail.com
    berlinetadobravel @ gmail.com (ludovico)

  • Setembrochoves 11/11/2017 at 11:12

    Vou falar da Despesa de Pessoal do Poder Executivo Federal com base em dados de Setembro de 2017.

    A ideia é tocar no Tema da Aposentadoria e Necessidade ou Não de Reforma, ou pelo menos, que Tipo de Reforma devemos ter.

    Tem muito joio neste trigo.

    Temos:
    INSS
    RPPS
    FUNPRESP
    Previdência Complementar Privada, Aberta ou Fechada
    Previdência Privada de vários tipos, sendo PGBL e VGBL os mais conhecidos hoje em dia.

    Quem for falar de tudo não vai falar de nada. Temos que limitar a abrangência do que será dito. Portanto vou pegar um grupo e falar um pouco, sem esgotar o assunto, mas repetindo até mesmo as palavras, sem nem trocar por sinônimos que é pra evitar ao máximo maus entendidos.

    Então é Executivo Federal, Setembro de 2017.

    Repetindo, pra falar de aposentadoria tem que separar o RGPS do RPPS. Dentro do RPPS tem que separar União de Estados e Municípios. Terceiro, separam-se os Poderes e, do Executivo, tira-se o Ministério Público que é um caso a parte. Militares e Policiais também devem ser vistos de forma diferente e, se depois de tudo sopesado, se achar que eles são merecedores dos benefícios que obtém, saberemos o quanto estará indo pra eles de forma clara.

    Como disse, vou falar da União, mais especificamente do Executivo. Setembro:

    Militares:
    36% Ativo
    33% Pensão
    29% Aposentados
    o restante é despesas diversas (exercícios anteriores, indenizações etc).

    Portanto, os Militares consomem 100, mas recebem só 36, pois quase todo o resto é pra pagar aposentadoria e pensão, e mais pra pensão do que aposentadoria, e dentro da pensão quase 100% é mulher que recebe, sendo que muitas são filhas e netas de militares (não estamos falando de militar morto em serviço, que foi pra guerra, mas de situação que era corriqueira).

    Civil:
    Ativo 60%
    Aposentadoria: 28,5%
    Pensão 11,5%

    Novamente a categoria que mais pesa, isoladamente, em termos de benefício enumerado é a Pensão, que fica 95% de beneficiário mulher.

    Ainda aqui teríamos que separar por órgão recebedor. Há alguns que não arrecadam, praticamente só tem inativo.

    E o maior fator de todos para o servidor civil é que uma EC de 2003 minou o regime de solidariedade e, desde 2013, com a implementação administrativa do comando constitucional, a Contribuição Previdenciária do Servidor Civil vai para o RGPS/INSS e para o FUNPRESP. Salvo engano, não há mais contribuição dos novos ao RPPS. Se antes o governo só contribuía em teoria, agora não temos mais qq contribuição, seja do governo seja do servidor, o que vai jogar o RPPS pra ser um sistema cada vez mais deficitário.

    Já o FUNPRESP não tem Despesa, é “novinho”, portanto Superavitário ao extremo, já que só arrecada.

    O INSS também recebeu uma “turbinada” com a entrada de contribuição de servidores que estão longe de se aposentar.

    A grande sacada desses governistas de plantão é que eles terão o FUNPRESP para “administrarem”, isso por muitos anos. Uma fonte muito vigorosa em valores e frágil em fiscalização e medidas anticorrupção.

    Acabou a Solidariedade. Agora é Contributivo (FUNPRESP) e Solidário (INSS). Mas a solidariedade entre os Servidores Públicos do Executivo Federal o PT acabou com ela.

    Esclarecimento: o Governo Federal não recolhe a parte patronal da Contribuição Previdenciária devida ao RPPS nem ao INSS, mas recolhe a devida ao FUNPRESP.

    Adicionando valor, despesa de pessoal da União, Poder Executivo:
    Civil: 14 bi
    Militar: 5 bi
    Então é só pegar os percentuais e jogar encima dos valores. Lembro que tanto os valores quanto os percentuais foram aproximados para fins didáticos.

    *EC 41/2003
    *Lei 12.618/2012

    Há bons pontos ainda de debates pra se saber o sentido e alcance das normas e dificuldades contábeis, atuariais e outras. Mas as Reformas que estão vindo como propostas devem todas ser recusadas, não há essa urgência (eles implantam o medo e vendem uma falsa esperança), o atual governo é parte do governo passado, não possui legitimidade (ainda que possua legalidade) pra fazer mudanças ainda mais drásticas do que as que já foram feitas. Os valores envolvidos são muito expressivos e a implicação não é só econômica, como social, securitária e assistencialista (no bom sentido da palavra). Toda a sociedade deve debater com base em dados concretos, em bons estudos, enfim, com base na Verdade. Não se pode fazer uma reforma com base em Mentiras. E temos tempo pra debater. Nosso problema atual foi a criação de Bolhas na nossa economia, a corrupção gigantesca; a Depressão Econômica é consequência. Nossa crise não vai curar de forma rápida, é crise pra mais de década, embora possamos ter alguns bons momentos neste meio tempo, a depender dos ventos internacionais.

    Bom, este é só um primeiro apanhado sobre o tema. Ele é longo, árduo, espinhoso.

    A Reforma que tem que ser feita não existe nem como aditivo, substitutivo, aglutinativo, …ivo e ivos, no Congresso ou Planalto. E os planos que existem, é melhor ficarmos sem nenhum e esperarmos pra fazer o que é certo.

    Lembremo-nos: Siga o Dinheiro, Money Talks e a quem Interessa essa Reforma com essa pressa e desse jeito? São TRÊS pontuações que nos levam a Boas Respostas

    • Setembrochoves 11/11/2017 at 11:45

      Fonte dos dados das despesas: site planejamento.gov.br acessado em 11/11/2017

    • A citizen from Republic of Banânialand 11/11/2017 at 16:00

      Eu migrei para o Funpresp-Exe há 1 ano. Tenho 10 de serviço público federal. Não o considero um grande negócio, mas, para quem vai demorar para se aposentar, como eu, é a única saída. O RPPS já está colapsado.
      Entretanto, uma sensível diferença dos fundos como Petros e Previ, é que no Funpresp a contribuição vai para um reserva individual do participante, enquanto nesses fundos arrombados você contribui para pagar a aposentadoria do sujeito que está atualmente aposentado. Enfim, não tem muito pra onde correr.

  • Setembrochoves 11/11/2017 at 11:12

    Gente, vê se ficou do agrado.

    • Knight-Doc 11/11/2017 at 15:47

      Excelente!
      CLAP CLAP CLAP

  • 300esparta 11/11/2017 at 11:21

    Parece que o povo escutou a discussão com a minha Sra. ontem….

    Estávamos assistindo o Guia politicamente incorreto 2 e veio a parte de inflação e assistência social, ai dei exemplo dos EUA

    Ela falou: que que adianta trabalhar lá e chegar no fim da vida e não ter aposentadoria?

    E eu falei pra ela: Pensa num argentino que ganha milhares de peso de aposentadoria e o dinheiro deles não vale pra nada? E olha a pobreza da moeda deles, vc prefere ser um deles?

    Ai me olhou com uma cara de morte…. mas td bem!

    Vou ensinando aos poucos senão buga o cérebro, muitos anos de propaganda estatista pra tirar, não é de uma hora pra outra…

  • Manco 11/11/2017 at 12:04

    Twitter do Luís Amilton:

    Alguns membros da equipe tiveram armas apontadas ontem à noite saindo do circuito aqui no Brasil. Tiros foram disparados, e armas colocadas em suas cabeças. Isso é muito triste de se ouvir. Por favor, mandem orações para meus caras que estão aqui, que estão sendo profissionais, mesmo abalados. Isso acontece todo ano. A F1 e as equipes precisam fazer mais, não há mais desculpas.

  • Neco 11/11/2017 at 12:23

    Eu nunca contei com aposentadoria. Sempre achei que quando chegasse a minha vez não teria mais dinheiro. E a cada ano tenho mais certeza disso.

    • Francisco Quiumento 11/11/2017 at 12:46

      Somos dois.

      Pretendo trabalhar até morrer e conto apenas com o poupado.

      BOUÇO FEXADO!

    • Tannhauser 11/11/2017 at 14:06

      Vão esticar a idade de aposentadoria até os 150 anos. Problema (do governo) resolvido.

      Resultado: era melhor não ter nenhuma previdencia social, pelo menos poderíamos nós mesmo ter guardado o dinheiro e os 666 poderiam pagar nossos juros.

      Quantas vezes na história as pessoas chegaram a essa mesma conclusão?

      • Quero mais é que se f... 11/11/2017 at 14:12

        BINGO!

  • Quero mais é que se f... 11/11/2017 at 12:33

    O Bananil é um país pra de bizarro!

    Um país em que vagabundo preso em penitenciária faz greve por causa de transferência de preso e superlotação.

    “É só não matar, não roubar e não estuprar que não vai pra lá, porra”.

    Presos do CE iniciam greve após ordem nacional do CV

    http://diariodonordeste.verdesmares.com.br/cadernos/policia/presos-do-ce-iniciam-greve-apos-ordem-nacional-do-cv-1.1848698

    • Francisco Quiumento 11/11/2017 at 12:45

      Como raios, alguém me explica, apenado ou preso faz greve?

  • Quero mais é que se f... 11/11/2017 at 12:38

    Banâniaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!

    Equipe Mercedes é assaltada na saída do Autódromo de Interlagos
    Uma van do time alemão foi abordada por criminosos, que levaram “itens valiosos” dos integrantes do veículo

    http://diariodonordeste.verdesmares.com.br/cadernos/jogada/online/equipe-mercedes-e-assaltada-na-saida-do-autodromo-de-interlagos-1.1849573

    • Nunes 11/11/2017 at 12:41

      aqui é Brasilllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllll

  • Francisco Quiumento 11/11/2017 at 12:44

    Boa tarde e desde já bom final de semana, mizifios!

    Direto ao tópico:

    Sério que vai dar boshta?!

    TÔ XOCADO!

    Benças, e bouço fexado!

  • Quero mais é que se f... 11/11/2017 at 12:53

    Pra dar uma respirada nesse mar de Bostha fétida dessa naSSão, vai aqui a Symphony No. 9 ~ Beethoven:

    https://www.youtube.com/watch?v=t3217H8JppI

    • Francisco Quiumento 11/11/2017 at 12:55

      PIM POM! PIM POM!
      Putoputoto-Putoputoto-pimpim-pimpimpim-pimpipim-pimpum!…

      (os com tino entenderão)

      • Quero mais é que se f... 11/11/2017 at 12:57

        Yeaahhhhh!

        • Francisco Quiumento 11/11/2017 at 12:58

          O homem era um animal!

          O segundo movimento é de uma energia única na história da música.

          • Quero mais é que se f... 11/11/2017 at 13:18

            Inigualável e atemporal!

  • Francisco Quiumento 11/11/2017 at 12:54

    Offinho

    Tem neguinho (William Waack rules!) tomando empréstimo em banco, pinando imóveis e o cacete a quatro para botar grana em moedas digitais.

    Mizifios, tudo pronto para cair tudo numa enorme boshta.

    “A ambição universal do homem é colher o que nunca plantou.” – Adam Smith

    • Quero mais é que se f... 11/11/2017 at 12:55

      KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

      Vai dar Çuper Çerto Çim!

      Para o alto e avante!

      • Francisco Quiumento 11/11/2017 at 12:57

        Pai Xicão, com seus rasos e ralos conhecimentos de Economia, sempre faz uma pergunta simples sobre qualquer título:

        Muito bem, mas contabilmente, onde está sendo gerada a riqueza que está justificando a valorização deste papel mesmo?

        REFELITAM, e peguem o lance, mizifios!

    • Nunes 11/11/2017 at 12:55

      Ahhhh não, vai dar merda e das grandes

    • Nuendo 11/11/2017 at 13:37

      É uma bolha a nível mundial. Ainda tem muita manada pra entrar. Mas ainda assim, uma bolha. Acho que só um movimento político pode acabar com essa bolha.

      • Francisco Quiumento 11/11/2017 at 13:46

        “Ainda tem muita manada pra entrar”

        Processo 1 da Teoria do Golpe do Galbraith.

        2.Volume por operação.
        3.Velocidade das operações.

        Acrescente-se “tolo maior”

        Mas não interessa, pois a insustentabilidade de todo esquema Ponzi virá.

  • TukhMD 11/11/2017 at 12:58

    Então não existe déficit na previdência dos servidores públicos? Uêba!!!

    • Francisco Quiumento 11/11/2017 at 13:47

      MAUDITOS IMPERIALISTAS!

      ( Convenci? Perceberam a grafia? )

  • Alta Mogiana 11/11/2017 at 13:49

    A respeito da iniciativa de Barack Obama no setor de saúde:

    Trecho do livro O EFEITO VENCEDOR:

    Amigo do Autor do Livro:” Sei que não é um acordo muito satisfatório, mas, pelo menos, 40 milhões de pessoas desassistidas terão algum tipo de assistência média.”,

    Autor do Livro: “Foram elas que escolheram gastar o dinheiro em outras coisas em vez de pagar um plano de saúde privado, então isso é problema delas. Conheço um cara que tem milhões guardados e não se preocupa em pagar convênio médico”.

    • Hidden (aquele) 11/11/2017 at 19:35

      Vi o Orcamento dos States…. custo ANUAL do Medicare = UM TRILHAO de DOLETAS!!!! Isso 1 TRI!!! Vai encarar????

  • Poker Bubble 11/11/2017 at 14:29

    CVR:
    Coisa linda de se ouvir

    Ja relatei varios episodios que ajudam a explicar o ódio que eu tenho dos vagabundos do Salgueiro, na paradisíaca São Gonçalo.

    Nesta Terça houve mais uma daquelas operações firulentas das “Forças de segurança” no complexo do Salgueiro em Saigon, obvio que como de costume os resultados foram pífios. Porém houve um pequeno detalhe do qual poucos sabiam. Aproveitando o fato de estarem dentro da area da favela, alguns FEs, Comandos e Caveiras, ficcaram acampados na área de mata que fica próximo ao conjunto da Marinha(Barna deve saber onde é). Lá ficaram até sexta feira, dia do baile onde os vagbundos costumam festejar seu poderio, reunindo muitos vagabundos e muitas armas. Sabendo disso equipes da CORE entraram na “cuunidade” e como de costume, os vagabundos fugiram para o mato..
    Mas havuiam alguns hospeddes indesejados por lá…

  • Floyd 11/11/2017 at 15:25

    Ouvindo uma conversa de malucos sobre o bitcoin uns estão dizendo que a moeda vai colapsar com a atualização do blockchain, ela terá o dobro do tamanho e demorará mais tempo para mineirar.
    Um disse que o projeto de imigração do BC seria o peercoin, alguém já ouviu falar?
    https://peercoin.net

  • Floyd 11/11/2017 at 15:34

    O fim do mundo será televisionado!?o.O
    Mais do teatro de uma guerra sem início e fim:
    https://br.sputniknews.com/asia_oceania/201711119812961-coreia-norte-russia-ataque-nuclear-eua/

  • Knight-Doc 11/11/2017 at 15:54

    Quero, obrigado pelo Beethoven… estava precisando ouvir MÚSICA DE VERDADE…
    Vivaldi – Four Seasons
    https://www.youtube.com/watch?v=GRxofEmo3HA&t=23s

    • Quero mais é que se f... 11/11/2017 at 18:17

      Yeaahhh!

      TMJ (No Homo)!

  • Pão de queijo com café 11/11/2017 at 16:21

    É isso aí, PX, BNN é pra lá de bizarro né…

    Francisco Quiumento
    Como raios, alguém me explica, apenado ou preso faz greve?

  • PapiranteSalg 11/11/2017 at 16:24

    Um pouco mais sobre o engodo chamado Luciano Huck.

    “Um grupo de empresários, liderado por Eduardo Mufarej, sócio da Tarpon Investimentos e presidente da Somos Educação S.A., vai anunciar na próxima semana a criação do chamado “Fundo Cívico”. A ideia é proporcionar bolsas de estudo para pessoas interessadas em se candidatar ao Legislativo nas eleições de 2018. Além de Mufarej, fazem parte desse grupo (como coordenadores ou investidores) figuras como o publicitário Nizan Guanaes, o ex-presidente do Banco Central Arminio Fraga, o empresário Abílio Diniz e o apresentador de TV Luciano Huck.”

    “http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,huck-e-empresarios-criam-fundo-para-apoiar-candidatos,70002019162

    Um dos cofundadores do Movimento Agora é Eduardo Mufarej. Quem também é membro do mesmo movimento é Luciano Huck.

    “http://www.agoramovimento.com/quem-somos-2/membros/

    E quem veio ao Brasil para se reunir com integrantes do movimento Agora? Guillaume Liegey, o mesmo que conduziu a campanha de Emmanuel Macron na França e Barack Obama nos Estados Unidos.

    Guillaume Liegey: É possível um Macron brasileiro

    “Guillaume Liegey tem no currículo duas campanhas eleitorais que marcaram época: participou como coadjuvante da equipe que elegeu Barack Obama, em 2008, e comandou o exército de engajados do movimento En Marche!, na França, que levou à Presidência o candidato de centro, Emmanuel Macron, em maio passado. Liegey estará no Brasil em 6 de novembro para prospectar clientes. No Rio de Janeiro, ele se reunirá com o Agora!, movimento que tem entre seus membros o apresentador Luciano Huck. Também terá conversas em São Paulo e Brasília.”

    “http://veja.abril.com.br/politica/guillaume-liegey-e-possivel-um-macron-brasileiro/

    Outra co-fundadora do Movimento Agora é Ilona Szabó, Diretora-executiva e coordenadora do Programa de Políticas Sobre Drogas do Instituto Igarapé.

    “http://www.agoramovimento.com/quem-somos-2/membros/

    “https://igarape.org.br/sobre/equipe-e-conselhos/

    Instituto Igarapé que é financiado pela Open Society de George Soros, pelo Instituto Sou da Paz que recebe dinheiro de Soros, Fundação Fernando Henrique Cardoso, etc.

    “https://igarape.org.br/sobre/financiadores/

    “http://www.soudapaz.org/institucional/parceiros/financiador/apoiador-teste-teste-teste-teste

    Outra co-fundadora do Movimento Agora é Inês Mindlin Lafer. A mesma Inês é membro do Conselho de Administração do Instituto Igarapé que como visto é financiado pela Open Society de Soros.

    “https://igarape.org.br/sobre/equipe-e-conselhos/

    “https://igarape.org.br/sobre/equipe-e-conselhos/

    • Pão de queijo com café 11/11/2017 at 16:26

      Globalistas fazendo globalices…

    • Pão de queijo com café 11/11/2017 at 16:28

      Papira, na sua opinião:

      1) Esses milionários são milionários porque se tornaram membros do clube globalista?

      2) Ou, já milionários e entediados, buscando algo de novo na vida, foram se meter nessa turma do [email protected]#$s?

      3) Ou ambas as respostas?

      • PapiranteSalg 11/11/2017 at 16:33

        Você fala dos milionários bananenses ou dos pica das galáxias made in Soros?

        • Pão de queijo com café 11/11/2017 at 16:36

          Uai… ambos, não?

          Me parece que o temos aqui seria uma réplica menor do esquema no exterior… ou não?

        • PapiranteSalg 11/11/2017 at 16:38

          Não li direito… Esses milionários bananenses assim como os globalistas a nível mundial, ganham rios de dinheiro com o livre mercado (não tão livre assim na Banânia, pois, por aqui mamaram nas tetas do nosso capitalismo de estado) e agora não querem mais se submeter as regras desse livre mercado para manterem suas fortunas intactas, por isso, se juntaram ao clube do globalismo internacional.

        • PapiranteSalg 11/11/2017 at 16:40

          Veja que o Armio Fraga trabalhou com Soros, seu Fundo Gávea tem negócio com Fundo de Soros, o Abílio Diniz teve negócios com o Grupo Casino de Rothschild, Lemann também está ligado com Soros, Gates, etc.

          • Pão de queijo com café 11/11/2017 at 16:47

            Uma grande malha de interesses, alguns ainda invisíveis pra nós, por meio de uma sucessão de empresas controlando outras, num desenho isso daria uma daquelas bonecas de brinquedo russas…

            Russas? Kkkkkkkkkkkkk

            Exemplo: o tal fundo que controla parte da JBS, até hoje não está claro quem está por trás dele… (o Hidden costuma lembrar disso)…

            • Hidden (aquele) 11/11/2017 at 19:38

              Who is the owner of Blessed Fund ?!?! ameeeem !!! Sera o Vaticano??? Ou a mafia ??? Huuum

  • Pão de queijo com café 11/11/2017 at 16:25

    O que mostra que a limpeza ainda é possível…

    Poker Bubble
    Porrada de audios de moradores correndo, contando do massacre, da quantidade de corpos, e que existem varios não contabilizados, na mata e no mangue.

    • Poker Bubble 11/11/2017 at 17:26

      Tem de ter cojones pra autorizar. Mas ja passou da hora de serem tomadas atitudes assim. Vamos ver como vai repercurtir, se é que vai…

      • Neco 11/11/2017 at 17:33

        Na mídia comprada da esquerda obvio que vai repercutir mal.

  • Knight-Doc 11/11/2017 at 16:29

    Lutaremos até a morte pelo OCIDENTE… AS AMÉRICAS NÃO CAIRÃO… DEUS VULT…
    Pachelbel’s Canon in D – Piano and Violin – 2 Hours
    https://www.youtube.com/watch?v=WUSmGZ-6FiA

  • Knight-Doc 11/11/2017 at 16:33
  • Knight-Doc 11/11/2017 at 16:37

    Handel – Messiah – Hallelujah Chorus
    https://www.youtube.com/watch?v=25cjSYNmreA

  • Pão de queijo com café 11/11/2017 at 16:47

    Uma grande malha de interesses, alguns ainda invisíveis pra nós, por meio de uma sucessão de empresas controlando outras, num desenho isso daria uma daquelas bonecas de brinquedo russas…

    Russas? Kkkkkkkkkkkkk

    Exemplo: o tal fundo que controla parte da JBS, até hoje não está claro quem está por trás dele… (o Hidden costuma lembrar disso)…

  • Neco 11/11/2017 at 17:31

    A materia a seguir, retrata a situação real. Se neste setor esta assim, imagine no resto.

    https://tvefamosos.uol.com.br/colunas/flavio-ricco/2017/11/11/crise-derruba-agenda-de-shows-de-artistas-no-pais-nem-sertanejo-escapa.htm

    Isso mostra que nem os 666 conseguem mais bancar o seu lazer, sem dinheiro e sem crédito.

    Vai piorar, anotem.

  • Alta Mogiana 11/11/2017 at 17:35
  • g.w. bush 11/11/2017 at 17:43

    Boa tarde bolhistas!

    Enquanto na Banania, andem maltrapilhos, não lavem seus carros, em público comam marmita, bebam milhejas, reclamem do governo, reclamem das reformas, sorriem e acenem como loucos!

    • Formiga atomica 11/11/2017 at 18:17

      Mas isso é coisa de pobri. É a ostentaçaum?

  • g.w. bush 11/11/2017 at 17:45

    Tannhauser
    Mas também pode ir do RPPS para o RGPS sem FUNPRESP. Estou errado?

    Pode sim. Pegue o máximo de dinheiro que conseguir. Desconte apenas o RGPS mas não conte com ele no futuro. Saia do país assim que for possível. Boa sorte.

  • Alta Mogiana 11/11/2017 at 18:09

    O mundo anda moderno mesmo.

    Erótica FÉ

    https://www.facebook.com/244725919242001/videos/496095780771679/

    • Neco 11/11/2017 at 19:24

      Existem ma igreja duas linhas de pensamento. As duas defendem que sexo, somente entre casais asados, naturalmente homem e mulher.
      Porem uma defende que o sexo seja somente natureza com natureza, o normal papai e mamãe.
      Já tem outros que dizem que entre um casal, casado, vale tudo.
      A Bíblia diz no novo testamento que as pessoas devem se abster das relações sexuais ilícitas. Então quem é cristão deve orar e buscar a direção do Espírito Santo de Deus.

      • Neco 11/11/2017 at 19:25

        Corretor gráfico é osso.

        Casais casados e não assados. Kkkk

        • Hidden (aquele) 11/11/2017 at 19:40

          Relação sexual ilícita ??? Tipo, o cara roubar a calcinha da mulher pra se TRANSvestir?!?! Huuum

    • Flyn 11/11/2017 at 20:09

      Eu falei: movimento evangélico tá morto só falta enterrar!
      Miss bumbum evangélica??????
      cabo-se!

  • Final Countdown 11/11/2017 at 18:25

    Poker Bubble, valeu pelo divertido relato

    • Manco 11/11/2017 at 18:27

      Quem tiver os áudios, poderia passar aqui.

  • Quero mais é que se f... 11/11/2017 at 18:32

    Presos do Comando Vermelho fazem motim em cadeia e exigem saída de detentos do PCC em Senador Pompeu

    Filiados à facção criminosa CV descobriram que o grupo rival estava na cidade para cometer homicídios contra seus comparsas

    http://diariodonordeste.verdesmares.com.br/cadernos/policia/online/presos-do-comando-vermelho-fazem-motim-em-cadeia-e-exigem-saida-de-detentos-do-pcc-em-senador-pompeu-1.1849625

  • Hidden (aquele) 11/11/2017 at 19:11

    First a diZer…. mas, e a tributação das grandes fortunas, a auditoria da dívida pública e a árvore do dinheiro infinito?? Opressores do olhos azuis…hehehe

    Ahhh… vejo Jurinhos Sagrados “podando” se nada for feito!!!

    • Hidden (aquele) 11/11/2017 at 19:12

      AhhhES …

      Fui numa festa massa ontem que POCOU! E tinha um tiozão lá muito doido..hahah
      Alô Capixabas! Essa é top! (gíria do Espírito Santo)

    • Hidden (aquele) 11/11/2017 at 19:40

      Ops pocando!!!

  • Mineirausfall 11/11/2017 at 19:23

    check-in

    • Quero mais é que se f... 11/11/2017 at 19:23

      Checado!

      • Mineirausfall 11/11/2017 at 19:33

        Yeah! 🙂

  • trouxa bananense 11/11/2017 at 19:33

    Knight-Doc 11/11/2017 at 08:20
    TRAZENDO POST DO PAPIRANTE NO ÚLTIMO BOTECO… POIS QUE BOTECO É CULTURA, ORA [email protected]

    PapiranteSalg 11/11/2017 at 01:41
    O conteúdo psicológico da atividade política brasileira e a carência de motivações coletivas nos comportamentos partidários.

    “Colocando o problema dentro do campo da pesquisa científica, é natural que procuremos indagar a razão disto – desta vacuidade, desta carência de “motivações coletivas”, e quais as causas históricas e sociais que explicam este fato, este individualismo no comportamento social dos cidadãos, dos governantes, dos partidos.

    Para isto, bastar-nos-á estudar o meio social e cultural, dentro do qual evoluiu o zoon politikon brasileiro, observando-o nos centros genéticos de sua formação e evolução. Quero dizer: no campo, nas populações rurais, através dos grandes domínios e das suas instituições sociais.”

    “Fixemos bem este ponto: para a educação política do povo, só há uma escola eficiente – a escola dos seus costumes, das suas tradições, dos seus usos, das suas instituições sociais, do seu direito público costumeiro, em suma. São estas tradições, estes usos, estas instituições sociais, esse direito público costumeiro que depositam, dentro da consciência de cada cidadão, esta capacidade, esta “consciência jurídica pública”, para empregar uma expressão de Bielsa, capaz de determinar a atividade e o comportamento dos homens na vida política e não simples idéias (princípios, postulados, dogmas, teorias), apreendidas nos livros e nas Universidades. Ora, esta escola dos costumes e das tradições sempre faltou às nossas populações rurais.

    Dentro dos domínios senhoriais – para onde se havia recolhido o espírito público das populações coloniais – nada havia, realmente, que desse à massa, neles moradora, força política e autonômica em face dos senhores-de-engenho e proprietários de terras. Não havia ali nenhuma instituição de autogoverno, constituída por ou para aquela população moradora: “síndico”, “junta”, “concelho”, “assembléia da comunidade” — à maneira das “assemblées de village” dos velhos feudos do Ancien régime. Os moradores do domínio – sitiantes, camaradas, vaqueiros, colonos, agregados, arrendatários, foreiros, etc.; toda a população, em suma, habitante dentro das terras dominicais – estava, desde o primeiro dia do I século, inteiramente à mercê do “senhor-de-engenho” — única voz que ali se fazia ouvir, único centro efetivo de ordenação e de coordenação, único poder autoritário que ali se manifestava, sem controle possível.

    Situação inteiramente diferente, portanto, da que ocorreu nos grandes domínios feudalizados europeus. Nestes, a população moradora -que se havia organizado em “aldeias agrárias” desde os tempos imemoriais – tinha, durante o regime feudal, os seus órgãos de administração autônoma, as suas assembléias, os seus tribunais próprios, paralelamente aos saídos da autoridade do senhor feudal; assembléia e tribunais que continham o arbítrio deste e as violências, e faziam a justiça do povo, independentemente da vontade do senhor. Eram órgãos jurídicos e administrativos criados pela própria população moradora e exercidos diretamente pelos agricultores e pela “gente mecânica” (artesanato) dos domínios.”

    “Esta “gente mecânica” e estes agricultores dos grandes feudos e senhorios tinham, assim, suas instituições de tipo democrático, umas para os seus interesses próprios, outras para colaborar com o senhor e, mesmo, outras para enfrentá-lo e lutar contra ele. O senhor feudal -como bem lembra Vinogradoff — não era, dentro do seu domínio, um tirano, um déspota, um autocrata, um soberano onipotente. Não; era antes -pelo conjunto de instituições populares existentes no domínio — um “rei constitucional”

    “Nos nossos engenhos e fazendas, dava-se o contrário: só o senhor decidia, só o senhor ordenava, mesmo em questões que só interessavam à população moradora e à sua vida econômica – como a exploração da terra, a venda dos produtos, a sua permanência e estabilidade nas terras dominicais. Esse arbítrio se fazia sentir sobre toda a população ou fixada nas terras do engenho ou da fazenda, mesmo sobre o lavradores de “cana obrigada”, que era uma classe de moradores livres, rendeiros ou foreiros, mas abonados, sempre a mais qualificada do domínio ou do engenho – conforme vemos em Vilhena, Antonil e Vauthier.

    Esses moradores “obrigados”, não obstante os seus haveres e escravos, eram, entretanto, homens na inteira dependência do senhor do engenho.”

    “Confrontem-se agora estes dados de Vilhena com os informes de Vinogradoff. Todas estas questões e estes interesses dos nossos “moradores” — que, nos domínios feudais europeus, estavam fora do arbítrio do senhor e eram submetidos à deliberação democrática das assembléias da comunidade aldeã ou dos seus tribunais eletivos — aqui sempre foram decisões exclusivas do senhor-de-engenho ou do fazendeiro: não havia como recorrer das suas deliberações ou resoluções.”

    Oliveira Viana, Instituições Políticas Brasileiras

    ReplyLinkQuote

    trouxa bananense 11/11/2017 at 01:54
    Se tudo der certo, voltaremos a essa época e viveremos felizes para sempre…SQN…aqui é HUEHUE BRBR…nem feudalismo dá jeito nessa merda.

    ReplyLinkQuote

    PapiranteSalg 11/11/2017 at 02:07
    Nada disso mudou, só estamos diante de uma nova roupagem. Hoje o senhor de engenho está substituído pelo narcotraficante/político que protege o rebanho de cidadãos da anarquia branca mencionada pelo mesmo Viana. A antiga capanagem senhorial continua sendo exercida por membros do tráfico, das polícias. Aquilo que Viana chama de mestiço inferior que nos nossos primórdios não tinham pendão para a capanagem senhorial, continuam em voga exercendo o papel de doleiros, laranjas, etc, dos diversos clãs políticos/narcotraficantes.

    CLAP CLAP CLAP

    To tentando não ser autoritário…mas tá difícil…cada vez mais você me convence…caralho…

    O crime no BR basicamente existe por ser ILEGAL ser MASCULINO E CAPANGA-MILICIANO…..por isso o negrão de favela “fecha” com os “traficas”….é um tesão por obedecer ao uso da força…vira o time de torcida dos que moram ali.

    O certo seria o povo torcer pelas seguranças nacionais e públicas (PMs, FFAAs PF, PRF e FNSP)…..mas como o estado brasileiro atua, tal como nos demais estados pra BANIR A MASCULINIDADE E O USO DA FORÇA PELOS CIVIS, e esses agentes investirão contra os vassalos….logo só resta ao povão torcer pela bandidagem mesmo.

    Por isso estou torcendo pelo projeto no estilo, não liderado, mas de estilo russo-chinês-turco de estado FECHADO. Nele somente os interesses do chefão feudal nacional (aqui chamado de presidente) seriam autorizado….os demais que não fossem de encontro aos interesses comuns seria limados.

    Nada de ong esquerdista, nada de gente mandando o povo se ferrar, nada de engenharia social desautorizada, nada de ATACAR O MODUS VIVENDI da população. Isso seria CRIME.

    • Hidden (aquele) 11/11/2017 at 19:43

      Não sei de quando seria esse texto, mas disconcordo do parágrafo abaixo!!! Quando minha talianada se largou do Norte da Italia pra desbravar Bananistao, por volta de 1870/90, TUTTO pertencia aos nobres … TUTTO!!!

      Situação inteiramente diferente, portanto, da que ocorreu nos grandes domínios feudalizados europeus. Nestes, a população moradora -que se havia organizado em “aldeias agrárias” desde os tempos imemoriais

      • trouxa bananense 11/11/2017 at 19:49

        O caso europeu, de fato é anti liberal e anti individual, pois os nobres, as famílias centenárias eram donas de TUDO. Não tinha espaço pro indivíduo…..e é aquele papo fresco de nobreza, castelos, jantares caríssimos, entourage, gente puxando o saco…isso ENCHE O SACO.

        Aqui no BR, malemá era a família real fazendo isso……de resto quem mandava era quem tinha GENTE ARMADA a sua disposição. E essa gente não é afeita a ser donos de grandes pedaços, de mandar nos mínimos detalhes as vidas alheias, não eram afeitos a reengenharia social elitista…..e por tanto, mesmo sendo brutos e trogloditas tinham IDENTIFICAÇÃO E APOIO DOS MANDADOS-JINFORMALMENTE JURISDICIONADOS.

        • trouxa bananense 11/11/2017 at 19:51

          Traduzindo……povo brasileiro gosta de DOMÍNIO e de FORÇA BRUTA, mas não gosta de FRESCURA nem de NOBREZA.

          • Hidden (aquele) 11/11/2017 at 20:01

            Bananoide é uma máquina de tomarnocu!!! E adoooga

  • trouxa bananense 11/11/2017 at 19:40

    Esse nome de revista com essa matéria…quero ver algum esquerdista não prestar atenção e não ler…

    http://www.famosasbrasil.net/outras-revistas/revista-the-conservatives-sue-lasmar-nua/

  • Hidden (aquele) 11/11/2017 at 19:48

    FORA CN88… nem vou entrar na discussão em detalhes dos comentários do bolhardario sobre Previdência, já que ele com certeza tem muuuito mais conhecimento do que eu mas….

    Ao “ajuntar” tudo num saco grande e sem fundo e misturar com Seguridade, FODEO!!! Sem falar que a desvinculação das receitas via DRU permitiu ao ladrao de plantão “desviar = roubar” até 30% de tutto que entrava no caixa (contribuições previdências + contribuições Seguridade, tipo pis, confins e fimsocial salvo engano) pra gastar no que ele quisesse !!!

    Ou seja, além de não contribuir com UM PHUTO$$$ os sucessivos desgobiernos democráticos, sic, assaltaram o caixa do Tesouro!!

    • Hidden (aquele) 11/11/2017 at 20:02

      Vejam bem, Seguridade + Previdência x DRU = CN88!!!!

  • Hidden (aquele) 11/11/2017 at 19:51

    Aliás, só por isso que tivemos superávits durante anos… só por isso quem se gastou horrores em investimentos sem noção e razão, só por isso se pagou tanto de juros da dívida e só por isso não se criou uma POUPANÇA (fundo Adm pelo Estado mas pertencente aos bananoides) pra pagar as aposentadorias e pensões !!!

    Claro que se fosse criado esse fundo, o Tesouro teria ROMBO todo ano e teria duas saídas: ou se reduzia o tamanho do Estado ou se aumentava impostos (o que acabou acontecendo devido à sanha dos ladroes)!!!

  • Hidden (aquele) 11/11/2017 at 19:54

    Sem falar que esse fundo proveria o Estado nas necessidades de caixa a juros módicos, e não o seu +50% juros real da época fhcdelrua!!!

    E olha que não toquei nos salários imensos dos funças e privilégios, aposentadoria acima do teto e cumulativas, pensões de filhas da guerra do Paraguay, etc!! Muito menos na aposentaria rural, que recolhe $7bi e pága 90bi e cositas tais…

    • Hidden (aquele) 11/11/2017 at 19:55

      Dito isso, lhes pergunto, pq o hiddenzinho se dedica com afinco e afeto a investir nos Jurinhos Sagrados a décadas, desde os tempos da caderneta de Juros do Banestes la pelos anos 1970??? Huuum….

  • Axio 11/11/2017 at 19:58

    “Setembrochoves 11/11/2017 at 10:35
    Isso, a grande sacada deles é essa. Extingue agora com uma Reforma mentirosa o RPPS e mina o RGPS que já não dá pra se tirar muito mais deles, ao menos o RPPS não dá mais e o INSS em um futuro não tão longínquo.

    Ao mesmo tempo Turbina o FUNPRESP pra ser roubado no futuro.”

    Para entender a sopa de letrinhas:
    https://blogdoportinho.wordpress.com/2017/08/21/porque-sai-do-rpps-ou-a-minha-reforma-da-previdencia/

    Saliento:
    “Questões culturais.

    Formar poupança privada é questão cultural. Você se surpreenderia com a quantidade de médicos, juízes, executivos, com rendas superiores a R$ 600 mil, R$ 1 milhão ao ano que não formam patrimônio, ou que mantêm reservas insignificantes perto de seus custos anuais. R$ 200 mil em reservas é muito para quem gasta R$ 80 mil por ano, mas é pouco relevante para quem gasta R$ 500 mil ao ano.

    É comum ver as pessoas fazendo reformas de 5 em 5 anos na casa onde moram, ou até em casas de veraneio. Quando olham o que gastaram ao longo de décadas nessas reformas, poderiam ter acumulado patrimônio para complementar confortavelmente sua aposentadoria. E o imóvel de uso próprio não é ativo. Reduz necessidade de caixa, mas não gera renda.

    A Previdência Pública reforça essa leniência com a poupança privada que vemos em toda a população. É inacreditável que um pedreiro que chega a cobrar de R$ 300 a R$ 400 a diária, sonhe em se aposentar com salário mínimo ou com R$ 1.500 por mês. Se acumulasse patrimônio por 10 anos ou 15 anos, sem ser genial nas finanças, já teria recursos suficientes em poupança privada para usufruir de renda semelhante.

    Há o desconhecimento, mas há o desestímulo mesmo, provocado pela expectativa de que é inevitável depender do governo quando ficar mais velho. É uma expectativa altamente empobrecedora, tanto para o indivíduo, quanto para o país.”

    “Os riscos de uma taxação extra, ou excessiva, sobre as pensões e aposentadorias me parecem muitíssimo mais elevados para quem está no RPPS. Primeiro porque o déficit é maior (e aqui não cabe discutir conceitos de justiça, apenas conceitos financeiros) e segundo porque é mais palatável para a sociedade sobretaxar quem ganha R$ 20.000,00 do que quem ganha R$ 984,00. Dessa forma, o risco de quem está no RGPS (ou nas mesmas regras) me parece MENOR do que o risco de quem está no RPPS. Em resumo, vão “descascar” primeiro os que ganham mais e têm maior déficit, para depois chegarem a quem ganha menos. Aliás, isso já tem sido uma realidade para os servidores públicos federais desde 2003, pois já pagam 11% sobre suas aposentadorias e tem idade mínima de 60 anos (não há idade mínima nem contribuição de aposentados no RGPS).”

    “Há o risco de gestão e de fraudes nas previdências privadas, inclusive no FUNPRESP. Ocorre que é possível diversificar as fontes de aposentadoria, como em outros fundos de previdência, fundos de investimento imobiliário, ações etc.. No RPPS há o risco de má gestão do orçamento público também, aliás, isso nem é risco, é certeza. Na verdade estamos trocando um risco sobre o qual temos algum controle (participação nas assembleias, troca de gestores, seleção de riscos da carteira, venda pura e simples etc.) por um risco sobre o qual nosso controle é apenas no voto nos políticos, e nunca deu muito certo.”

    “Se o Brasil entrar nos eixos e orçamento equilibrar, significa que a economia voltou a andar forte, gerar riqueza e pagar os impostos. Nesse caso os investimentos privados também devem dar resultado. Se o Brasil quebrar, é melhor ter a opção de mexer com a poupança acumulada privadamente (para comprar dólar, por exemplo, se a coisa for mesmo para o buraco) do que ficar com a expectativa de direito de receber uma aposentadoria de um estado quebrado.”

    • Hidden (aquele) 11/11/2017 at 20:07

      Muito bom esse blog do Portinho, já tinha lido antes alguma coisa…

      Quanto a cabeça poupadora do bananoides = ZERO!!! povo que de formar geral, vive de vender o almoço pra pagar a janta!!!

      Quer gente melhor pra sustentar nosso PMJ e fazer os Jurinhos Sagrados do hiddenzinho supimpas?!?! Adoooogo…

      • Hidden (aquele) 11/11/2017 at 20:12

        Pra finalizar meus pitacos sobre o assunto… Li em algum lugar que a DÍVIDA do estado de Bananistao pra com a Previdência + Seguridade somaria HOJE algo como UM PIB !!!

        Huuum, será que vai???

        • Hidden (aquele) 11/11/2017 at 20:13

          Ahhh um texto longo e interessante sobre o assunto!!!

          Porém, questão que permanece a desa ar os governantes nas três esferas da Federação e os gestores dos RPPS é aquela que diz respeito à efetivação de seu equilíbrio nanceiro e atuarial, princípio estruturante consagrado no caput do artigo 40 da Constituição Federal. De modo geral, a grande maioria dos Regimes Próprios possui dé cit atuarial a ser equacionado, originado de situações passadas relacionadas à forma pela qual foram constituídos e inicialmente geridos.

          As obras que tratam dos RPPS normalmente dedicam-se quase integralmente ao estudo das regras e dos critérios para concessão dos benefícios previdenciários, pouco espaço dedicando à análise da questão do equilíbrio nanceiro e atuarial. Não existe também nenhuma publicação que apresente, de forma sistematizada, uma análise da situação atuarial do conjunto dos RPPS.

          = http://www.previdencia.gov.br/arquivos/office/1_120808-172335-916.pdf

        • Mineirausfall 11/11/2017 at 20:32

          Papai Noel
          Eles usaram o dinheiro da contribuição do povo como “Renda” e gastaram tudo para custear o Brasil- o PT usou, o PSDB usou, nenhum governo pegou este dinheiro e falou – isto é para o futuro, vamos guardar ..

          -http://blog.kanitz.com.br/problema-previdencia/

          tem um artigo que explica bem o que os governos veem fazendo.

          Estava exatamente comentando sobre isso. No começo, a previdência, em todos os regimes, era bem superavitária. E pegaram esse dinheiro (era MUITO dinheiro) pra todo tipo de coisa. Até pra construir Bizarrília.

          *Pelo certo*, essa tomada do dinheiro da previdência pelo (des)gobierno era para ser feita mediante a emissão de títulos (à semelhança do FUNPRESP) – e investido em coisas que gerassem mais produção (e, portanto, mais impostos).

          Um exemplo em que (ao menos, aparentemente) fizeram a coisa certa é Cingapura. Tem uma dívida pública elevada (mais de 100% do PIB). Todavia, dois terços dessa dívida é para a previdência deles.

          -https://www.quora.com/Why-does-Singapore-have-such-high-public-debt

          -https://www.cia.gov/library/publications/the-world-factbook/fields/2186.html

          Mas é aquela história. Cingapura não é Banânia.

      • Axio 11/11/2017 at 20:19

        palavra da salvação: PNJ

  • trouxa bananense 11/11/2017 at 20:18

    Pão de queijo com café 11/11/2017 at 16:28
    Papira, na sua opinião:

    1) Esses milionários são milionários porque se tornaram membros do clube globalista?

    2) Ou, já milionários e entediados, buscando algo de novo na vida, foram se meter nessa turma do [email protected]#$s?

    3) Ou ambas as respostas?

    PapiranteSalg 11/11/2017 at 16:33
    Você fala dos milionários bananenses ou dos pica das galáxias made in Soros?

    Pão de queijo com café 11/11/2017 at 16:36
    Uai… ambos, não?

    Me parece que o temos aqui seria uma réplica menor do esquema no exterior… ou não?

    PapiranteSalg 11/11/2017 at 16:38
    Não li direito… Esses milionários bananenses assim como os globalistas a nível mundial, ganham rios de dinheiro com o livre mercado (não tão livre assim na Banânia, pois, por aqui mamaram nas tetas do nosso capitalismo de estado) e agora não querem mais se submeter as regras desse livre mercado para manterem suas fortunas intactas, por isso, se juntaram ao clube do globalismo internacional.

    PapiranteSalg 11/11/2017 at 16:40
    Veja que o Armio Fraga trabalhou com Soros, seu Fundo Gávea tem negócio com Fundo de Soros, o Abílio Diniz teve negócios com o Grupo Casino de Rothschild, Lemann também está ligado com Soros, Gates, etc.

    Aí vem um dilema moral……da mesma forma que não aceitamos interesses diversos intervindo nas nossas vidas, as elites também não aceitam pentelhos se metendo nas vidas deles…

  • Rodrigo 11/11/2017 at 20:27

    A adm PT cavou imensos buracos no INSS.
    facilitou o reconhecimento da categoria pescador, em todas as cidades tem, não contribui e tem direito.
    proibiu qualquer revisão de Benefício concedido via judicial; ta cheio de gente que ganhou mais 6 meses de benefício na justiça e está recebendo há 10 anos.
    criou o baixa renda, 43 bananas mensais e vc tem direito a tudo.
    por ultimo, através de arquitetura de sistema, mesclou avaliação social com médica para a concessão do Benefíco de Prestação Continuada. Na teoria a av médica tem o mesmo peso que a social; na prática o escore da social acaba praticamente determinando a concessão.
    Difícil detalhar tudo o que fizeram.

  • Rodrigo 11/11/2017 at 20:30

    o funpresp foi uma iniciativa justa para com os servidores, mas só pelo interesse de fazer um baita cacha, já que só pegava servidor novo, que vai se aposentar daqui 30 anos…
    logo, o fundo teria 30 anos de pura arrecadação para iniciar as despesas.
    teria um caixa formidável.
    a ideia foi boa, a intensão é que não era.

    • Mineirausfall 11/11/2017 at 20:36

      Mesmo caso da previdência entre as décadas de 1950 e 1970, conforme mencionado pelo Hidden.

      Ah, Banânia…

      • Strike 11/11/2017 at 21:46

        Para as primeiras gerações que se aposentarem

        Mineirausfall

        Papai Noel
        Eles usaram o dinheiro da contribuição do povo como “Renda” e gastaram tudo para custear o Brasil- o PT usou, o PSDB usou, nenhum governo pegou este dinheiro e falou – isto é para o futuro, vamos guardar ..
        -http://blog.kanitz.com.br/problema-previdencia/
        tem um artigo que explica bem o que os governos veem fazendo.

        Estava exatamente comentando sobre isso. No começo, a previdência, em todos os regimes, era bem superavitária. E pegaram esse dinheiro (era MUITO dinheiro) pra todo tipo de coisa. Até pra construir Bizarrília.
        *Pelo certo*, essa tomada do dinheiro da previdência pelo (des)gobierno era para ser feita mediante a emissão de títulos (à semelhança do FUNPRESP) – e investido em coisas que gerassem mais produção (e, portanto, mais impostos).
        Um exemplo em que (ao menos, aparentemente) fizeram a coisa certa é Cingapura. Tem uma dívida pública elevada (mais de 100% do PIB). Todavia, dois terços dessa dívida é para a previdência deles.
        -https://www.quora.com/Why-does-Singapore-have-such-high-public-debt
        -https://www.cia.gov/library/publications/the-world-factbook/fields/2186.html
        Mas é aquela história. Cingapura não é Banânia.

        Também vi esse negócio que o Kanitz fala, que o governo gastou o dinheiro. Mas qual era a outra alternativa? guardar o dinheiro onde? Investir no quê? Não é tão simples assim. Por exemplo, se fosse investir em empresas, muitas delas nem existiriam mais. Pegue as empresas que estavam há 30 anos na bolsa e compara com hoje… Muitas foram incorporadas por outras, mas a maioria não está mais de pé…

        • Strike 11/11/2017 at 21:46

          O kanitz não tem uma resposta pra isso.

        • Strike 11/11/2017 at 21:50

          O governo tinha que dar um destino ao dinheiro… O que poderia fazer? Ir comprando ouro? Sei lá.. Complicado. A verdade é que previdência cada um tem de fazer a usa, seja investindo dinheiro em títulos, seja investindo em bens que possam se converter em alguma renda para você no futuro quando não puder mais trabalhar.

          • Hidden (aquele) 11/11/2017 at 21:52

            Ai não seria previdência pública ne!!!

        • Hidden (aquele) 11/11/2017 at 21:51

          Um exemplo simples??? Investir no próprio financiamento do gobierno, claro que sob regras rígidas !!! Isso teria reduzido a necessidade da dívida externa que arrebentou o Tesouro e o país nos anos 1980 e depois em 1995/6!!!

          Ou reduziria a necessidade de se construir dívida interna desse porte e pagar juros extratosfericos nos últimos Trinta anos!!!

          • Strike 11/11/2017 at 21:55

            Sim, mas de qualquer forma, o dinheiro seria usado e não haveria dinheiro hoje pra pagar. Isso que você não entende. 30,40, a economia já mudou muito. Não há garantia nenhuma que o governo terá grana no futuro para bancar previdência de milhões de pessoas.

          • Strike 11/11/2017 at 21:57

            Vai acontecer a mesma coisa nesse tal de funpresp. As primeiras gerações de aposentados não terão problema, mas depois não haverá grana, porque se o dinhiero tá indo para financiar o governo, vocês acham que lá na frente o governo vai honrar essa dívida? Pode até hnrar, mas fará tudo para reduzir o que deveria pagar.

            • Hidden (aquele) 11/11/2017 at 22:00

              Vc não atentou para o que eu disse … regras rígidas!!!

              Com a CN88 só existem benefícios e pixulecos rígidos pro ladrao de ocasião… perdemos a chance de outro pra fazer isso naquela ocasião, daí pra frente e inclusive agora só vem sendo feitos “puxadinhos” !!!

              • Hidden (aquele) 11/11/2017 at 22:02

                So em juros que a Nacao deixaria de pagar pros investidores privados teriamos uma fortuna paga aos aposentados e pensionistas!!!

                Mas, repito, só um cálculo actuarial decente, uma contabilização do Fundo Atuarial pra Previdência e uma independência entre seguridade (assistência se tiver dinheiro) x Previdência (dívida pra quem contribuiu) poderia ter trazido isso… lá em 1988!!!

              • Strike 11/11/2017 at 22:06

                Contra a realidade não há regras, amigo. A realidade se impõe. O direito é apenas um mundo abstrato. Não haverá regra nenhuma que impedirá de o dinheiro sumir no decurso do tempo, em más aplicação e investimentos, ainda que seja para financiar o próprio estado, muito menos de lá frente obrigar o orçamento geral bancar a aposentadoria de milhões de pessoas.

              • Hidden (aquele) 11/11/2017 at 22:16

                Perdemos chance de ouro…

                Mas não foi apenas na Previdência, mas em tutto que diz respeito a financas e orçamento público!!! sem falar que se abriu as portas pra tributação louca, que foi de 22 pra 36% do pib!!!

                Isso representa a MAIS e todo ano, uns $400BILHOES nas mãos dos ladroes, que fizeram a CN88!!! Os caras são bons, o sistema é bruto, vamos reconhecer…

          • Strike 11/11/2017 at 22:02

            NO caso do funças era diferente no passado. O dinheiro sempre saiu do próprio orçamento para paga-los. Agora que eles foram jogados na vala comum, não deveriam confiar no governo nem a pau. Os juizes por exemplo querem o retorno da forma antiga de previdência, alegando que eles merecem e tal, tentando se igualar os militares, que até onde eu saiba ainda continuam tendo dirieto a aposentadoria integral e bancada pelo orçamento geral. Eles tentaram isso mas não conseguiram por enquanto.
            Aliás, não tenho certeza, mas nos EUA a única categoria de servidores publicos que tem direito a aposentadoria integral e bancada pelo orçamento é a dos juízes americanos. Nem os militares lá tem esse direito, só os juízes e mais ninguém.

  • bolha buritis 11/11/2017 at 20:46

    AÇO !
    AO VIVO !

    BOMBA! Generais prontos para nos ouvir em Brasilia!

    https://www.youtube.com/watch?v=hqKq8GI4wb8

  • Manco 11/11/2017 at 20:57

    E aí vai? O cara tem porte, o ladrão invade a casa, leva um tiro no peito e….

    o delegado, apesar de reconhecer a legítima defesa, optou por autuar o morador pelo crime de homicídio e encaminhá-lo para audiência de custódia.

    https://g1.globo.com/mato-grosso/noticia/morador-e-preso-apos-atirar-e-matar-ladrao-que-caiu-em-piscina-em-mt-diz-policia.ghtml

    • Axio 11/11/2017 at 21:05

      PQP

    • Cesar 11/11/2017 at 22:28

      Não tenho certeza, mas acho que delegado não tem competência para avaliar a ocorrência de legítima defesa. Ele tem que dar andamento e o MP (que é o reponsável pela ação criminal) é quem pede o arquivamento ao juiz. Como agora tem a tal audiência de custódia ele segura o cara em flagrante até levar ao juiz. Quando acontece essas coisas o cara tem que dar uma sumida para não configurar flagrante, assim não vai preso. Burocracia na banânia até em situações ridículas como essa.

  • Rodrigo 11/11/2017 at 20:58

    os militares vão se rebelar quando a pensão da reforma estiver ameaçada.

  • Indião 11/11/2017 at 21:26

    Noite 300

    Leio rapidamente comentários sobre previdencia mais acima, RPC, RGPS, RPPS funpresp e adjacências…

    permitem um pitaco de quem já auditou isso?

    Nosso estudo individual dá previdência privada fechada
    (que cada um deve fazer, exatamente como faz estudos sobre seus demais investimentos)
    Deve iniciar na mudança completa dá legislação promovida pela LC 109 em 2001.

    A partir daí podemos seguir estudando, culminando na analise dos fundos criados após isso e sob a égide dá nova concepção de regime previdenciário.

    Seus regulamentos, suas bases atuariais, suas grades estatísticas com as características dos participantes, e, lógico, seus balanços contábeis e atuariais.

    Os mais obsessivos com tais temas deverasmente interessantes podem, comparativamente, estudar os dados do fundo com maior patrimônio do mundo, ou que já foi o maior, o fundo de previdência dos professores do Canadá.

    Resumo o que EU ACHO =

    Mantidas as condições atuais de temperatura e pressão, e sem ‘cisnes negros’ ou cataclismas financeiros, guerras, niburú, etc… esses fundos só quebram se o TD quebrar!!!

    • Hidden (aquele) 11/11/2017 at 21:40

      Os fundos não quebram, pq o TD não quebra, pq o Tesouro não quebra, pq Nação não quebra!!! Ela apenas empobre seus bananoides cidadãos, seja por crescimento da dívida ou pela inflação desbragada!!!

      E isso só se combate com um Estado enxuto e eficiente, mas como a derrocada acima não vem e o milagre anterior non ecxziste… viveremos de espasmódicos ciclos de euforia com Jurinhos Sagrados constantes!!

      Segue o jogo…

      • Indião 11/11/2017 at 22:49

        100% de acordo

        Só pretendi indicar que de todos os riscos possíveis existentes em fundos tipo funpresp dá vida, a alteração do regime previdenciário de repartição (coisa horrorosa com nítido viés ‘vermelho’)
        Para o regime de acumulação individual, com reavaliação atuarial anual, praticamente liquida com o risco atuarial.

        A forma de administração e a política de investimentos adotadas são outros 500….

        • Indião 11/11/2017 at 22:58

          Mas essas duas últimas é muito simples de encarar.
          Basta o participante botar a boca no trombone, acompanhar detalhadamente todos os relatórios mensais e ir lá pedir cópia de todos documentos, sim o participante tem direito de olhar onde está cada centavo.

          E daí meus amigos, chegou lá e viu que …. Vejamos…. Eles compraram debêntures dá OI ….

          Hummm … Ó que beleza né

          Muito bem, pega nome do presidente, diretor financeiro, da agência de risco, gerente de investimento, conselheiros, bora lá no MPU-TCU requisitar investigação de todos e tudo…

          Bora lá no sindicato… sim a gestão é ‘tripartite’ … Solicitar que convoquem assembleia para tratar dá m… Toda.

          Ficar de mimimi não resolve, tem que AGIR.

          • Strike 11/11/2017 at 23:07

            MPC, TCU?????? Cara, tu tá de brincadeira né????
            Você acredita mesmo no sistema???
            Cara, esses anos todos, toda essa corrupção passou na cara do TCU…
            Veja o caso do TCE do RJ…
            Você não acha que os funcionários decentes do BB, Petrobras, CEF, Correios não tentaram evitar os rombos??? Acho que os únicos que conseguiram evitar o pior foi o pessoal do BB…

            • Indião 11/11/2017 at 23:29

              Grande strike, parceiro comprado em petr, tamo junto….

              Meu jovem, seguinte, vc apontou Petro , BB , CEF…
              Tudo muito bem.

              Agora deixa eu te perguntar=

              1°) Considerando que meia dúzia de fundos quebraram, mas tb que existem MILHARES de fundos fechados neÇe paiZ e que NAO quebraram até hoje, por que vc acha que o sistema MPU-TCU-PREVIC não funciona nos casos de fiscalizações que evitaram a quebra dos fundos ?

              2°) uns fundos quebraram por ‘investimentos’ estilo debêntures dá OI, mas outros quebraram em razão do ‘regime previdenciario’ insustentável que adotavam. Este último risco foi significativamente reduzido pela mudança de regime. Doravante , sem a desculpa do regime insustentável, qualquer ‘desequilibrio atuarial’ por menor que seja vai chamar a atenção para a ‘qualidade’ dos investimentos. Por que tu acha que a quebradeira do passado se repetirá ?

          • Strike 11/11/2017 at 23:12

            Sabe o que foi a LJ?
            Foi uma ação dos próprios globalistas que não queriam que o Bananil virasse uma Venezuela. A esquerdice desses caras vai até certo limite. Eu não acredito que alguns procuradores do Paraná fizeram tudo isso sozinho. Tem coisa grande por trás. Tanto é verdade que superado o risco de o Bananil venezuelar estão enterrando a LJ.

  • Strike 11/11/2017 at 21:51

    Esse assunto sobre previdência poderia ser aprofundado aqui no blog. Muito bom.

    • Strike 11/11/2017 at 22:15

      Mas não acreditem nisso que Kanitz falou que o governo teria de ter guardado o dinheiro. Isso simplesmente não existe. Algum destino tinha que ser dado ao dinheiro. E o dinheiro foi usado. E já era! Isso é tudo o que se tinha a saber sobre essa história.

      • Hidden (aquele) 11/11/2017 at 22:25

        Disconcordo!!! Porisso que não se tem educação financeira em Bananistao…. o dinheiro deveria ter sido guardado = investido!!! O que se fez foi jogar num saco sem fundo = Tesouro pra ser roubado… e foi!!

        Já era!!

  • Hidden (aquele) 11/11/2017 at 22:30

    Estimativa de déficit da previdência de servidores públicos dos estados, Distrito Federal e municípios para os próximos 75 anos é de R$2,8 trilhões. Essa foi uma das constatações do Tribunal de Contas da União (TCU) após realizar um diagnóstico dos Regimes Próprios da Previdência Social (RPPS) dos entes federativos. Foram avaliados 2089 entes, cobrindo 7,6 milhões de segurados, entre 5,1 milhões de servidores ativos, 1,9 milhões de aposentados e 623 mil pensionistas.

  • Hidden (aquele) 11/11/2017 at 22:47

    CVR … em 2005, Mrs Hidden e eu tivemos o prazer (daqueles que faz vc dizer, valeu a pena poupar) de passear pela Itália com minha velhota querida, que se foi em 2014 !!!

    Claro, fomos ao Vaticano ver o Papa… niver dele e o clube da Ferrari resolveu homenagear com uma visita de umas 50delas, de todos os modelos e anos!!! No final da festa ligaram motores que beleza, Somzao supimpa!!!

  • BananenseNãoPraticante 12/11/2017 at 00:13

    Estou neste exato momento num lugar em frente a um morro “pacificado” aqui no Hell de Janeiro. Os sons que vem de lá é de uma festa funk, de um sambão, de um terreiro de macumba e uns apitos, sei lá que porra é essa… Morram de inveja.
    Amanhã volto para o inferno de Brasília, nem sei se é melhor ou pior. Acho que pior, pelo menos a vista aqui no Hell é muito mais bonita.

  • BananenseNãoPraticante 12/11/2017 at 00:17

    Previdência? Ainda discutem isso? Aqui na banânia!???
    Tudo neste lugar funciona cada um por si!
    Vc espera se juntar com um monte de bananense, num negócio organizado por bananenses e com bananenses participando e espera que dê certo?
    Hahaha!

  • BananenseNãoPraticante 12/11/2017 at 00:19

    Agora tá tocando Rita Lee -Lança Perfume na festa do morro. Deve estar a maior doideira!

  • g.w. bush 12/11/2017 at 00:19

    Boa noite folks!

    Preso por defender a própria vida e sua propriedade!
    This is banania!!

    https://g1.globo.com/mato-grosso/noticia/morador-e-preso-apos-atirar-e-matar-ladrao-que-caiu-em-piscina-em-mt-diz-policia.ghtml

  • BananenseNãoPraticante 12/11/2017 at 00:27

    Pão de queijo com café
    Papira, na sua opinião:
    1) Esses milionários são milionários porque se tornaram membros do clube globalista?
    2) Ou, já milionários e entediados, buscando algo de novo na vida, foram se meter nessa turma do [email protected]#$s?
    3) Ou ambas as respostas?

    Essa é a maior questão dos últimos 100 anos!
    E a resposta é o número 1, tendendo para o lado mais sombrio possível.

    • Pao de queijo com cafe 12/11/2017 at 01:15

      Eita.

      Boa noite…

  • BananenseNãoPraticante 12/11/2017 at 00:29

    Bee Gees agora. Nunca imaginei essa trilha musical pra uma festa no morro.
    Agora a macumba sossegou. O funk tá com o som menos potente, mas dá pra ouvir ao fundo.

  • BananenseNãoPraticante 12/11/2017 at 00:46

    Foot loose.

  • BananenseNãoPraticante 12/11/2017 at 01:01

    Nos embalou de sábado à noite. O som é inacreditavelmente alto. Acho que a acústica perfeita do morro atrás faz nos sentir dentro da festa mesmo estando longe. “Iuhuu!”, bem “legal”…

    • trouxa bananense 12/11/2017 at 01:18

      FODA ESSA PORRA DE CIDADE DO CARALHO….QUE VERGONHA, SENHOR!!!!!

  • BananenseNãoPraticante 12/11/2017 at 01:17

    A pior parte da viagem nem são os preços absurdos de tudo, nem o medo de passar em ruas com 8 a 10 viaturas e não sei quantos policiais com fuzis, ou a música ensurdecedora do morro agora de madrugada. O pior mesmo foi ter esquecido de trazer cuecas. Porra, parece que tem um gato morto dentro da calça. Tá foda. Vou ficar com tudo solto amanhã ou usar o short do pijama de samba canção… Boa noite.

  • Mari 12/11/2017 at 01:29

    “Sweet Home Chicago” (Buddy Guy, Eric Clapton, Johnny Winter, Robert Cray, Hubert Sumlin…)

    https://www.youtube.com/watch?v=ZEmvBdRLg4k

    • trouxa bananense 12/11/2017 at 01:30

      Noite Mari, mas já estou quase de saída.

      • Mari 12/11/2017 at 01:34

        Boa noite trouxa!

        Posta música antes de ir! 😉

        Tou com uma raiva da banânia hj….

        Cheguei em casa por volta da meia noite, bairro tranquilo.

        Daí a pouco fui na garagem, escutei passos, era um mano de boné: o que uma praga dessa faz aqui no bairro essa hora?

        Vontade de emparedar no pipoco, e mais vontade ainda de sair daqui para a terra do Trump, o que não vai ser possível.

        Só me resta ouvir músicas e ficar ligeira.

        • trouxa bananense 12/11/2017 at 01:36

          Mas foi só na rua né…ou ele chegou a entrar na sua casa??

          • Mari 12/11/2017 at 01:38

            Não, ele ia passando fingindo de alface, mas ele viu eu olhando forte, e eu vi ele virando pra olhar forte tb.

            Um mano desses perigosos sim, entrei rapidinho em casa.

            Aqui não é bairro de mano.

            Quando eu cheguei eu filmei tudo ao redor, não ví ninguém, mas é isso, ficar de olho mais ainda.

            • g.w. bush 12/11/2017 at 01:48

              Be safe!

              • Mari 12/11/2017 at 01:51

                Yes, bush!

                Tem de ficar esperto.

                Ah como eu queria viver na terra do Trump…

  • g.w. bush 12/11/2017 at 01:31
    • Mari 12/11/2017 at 01:35

      Eba

  • trouxa bananense 12/11/2017 at 01:31

    Clean Bandit – Rather Be ft. Jess Glynne [Official Video]

    https://www.youtube.com/watch?v=m-M1AtrxztU

    • Mari 12/11/2017 at 01:36

      Aêee!

      • Mari 12/11/2017 at 01:47

        Aí que casa legal a da japinha do video, tem um garfiled, carpas no corguinho hahaha

        Bem diferente daqui hehe

        • trouxa bananense 12/11/2017 at 01:50

          Típica house dos japinhas né 🙂

          • Mari 12/11/2017 at 01:52

            hahaha

            Carpas e japoneuzas combinam

  • Mari 12/11/2017 at 01:50

    Lay Down Sally (Live from Crossroads 2010)

    https://www.youtube.com/watch?v=nOXf9oAGfDw

    • g.w. bush 12/11/2017 at 01:55

      Yeah!!!

  • Mari 12/11/2017 at 01:53
  • trouxa bananense 12/11/2017 at 01:57

    TCHAU E TENHAM BOA NOITE!!!

    • Mari 12/11/2017 at 02:01

      Tchau é ótimo kkkk

      Tchau e bom final de noite trouxa!

      Bom descanso e bom domingo para vc aí no Hell 🙂

  • Mari 12/11/2017 at 02:03

    Ei Bush, poste mais uma música!

    Papiso e Clapton sumiram do CDM?

  • g.w. bush 12/11/2017 at 02:15

    Gov’t Mule – Dreams & Songs
    https://www.youtube.com/watch?v=vRuls3FxovM

    • Mari 12/11/2017 at 02:19

      Maravilhosa a letra,(coloquei no tradutor hehe) ouvindo aqui.

      Obrigada bush, não conhecia! 🙂

      • Mari 12/11/2017 at 02:22

        Até dei um joinha lá, e um comment haha

      • g.w. bush 12/11/2017 at 02:26

        😉

  • Mari 12/11/2017 at 02:15

    George Harrison and Eric Clapton – While my guitar gently weeps

    https://www.youtube.com/watch?v=oDs2Bkq6UU4

  • g.w. bush 12/11/2017 at 02:27

    Blackberry Smoke – “Pretty Little Lie”
    https://www.youtube.com/watch?v=56XKfwTO1vM

    • Mari 12/11/2017 at 02:35

      Legal essa tb!

      kkk

  • Mari 12/11/2017 at 02:53

    Led Zeppelin – The Rain Song Live (HD)

    https://www.youtube.com/watch?v=CxEu0QN6nzk

    Bom final de noite, e bom domingo com a família a todos.

    🙂

  • g.w. bush 12/11/2017 at 02:56

    Outlaws – Green Grass And High Tides
    https://www.youtube.com/watch?v=hIaS_vYIQ_A&t=200s

    • Mari 12/11/2017 at 03:08

      Ah que legal, vou ouvir agora antes de dormir.

      Uns ripis do bem esse pessoal kkk

      1978 😉

      Boa noite e obrigada pela companhia bush!

      • g.w. bush 12/11/2017 at 03:10

        Boa noite!

  • Mineirausfall 12/11/2017 at 06:26

    Bom dia.

    • Zuka Jones 12/11/2017 at 08:00

      Bom dia! 🙂

  • Mineirausfall 12/11/2017 at 06:38

    Ihhh… Eles não aprendem mesmo. Fizeram isso duas vezes, neste ano, e só conseguiram irritar os trabalhadores.

    http://mobile.valor.com.br/brasil/5189469/centrais-encerram-ato-em-sp-e-prometem-greve-se-previdencia-votada

    • Mineirausfall 12/11/2017 at 06:39

      Estou aqui pensando: será que os “çimdikátiux” querem que o povo APOIE a reforma da previdência?

      • Zuka Jones 12/11/2017 at 08:01

        Acho que estão completamente descolados da realidade… Vão acabar dando tiro no pé.

  • Mineirausfall 12/11/2017 at 06:46

    Loucura, loucura, loucura!

    http://veja.abril.com.br/blog/radar/o-ultimato-que-a-globo-deu-em-luciano-huck/

    Hmm… Cortina de fumaça?

  • Mineirausfall 12/11/2017 at 06:51

    Mas o que que é isso?!

    O Trouxa vai adorar isso aqui.

    https://www.oantagonista.com/brasil/ecclestone-sugere-putin-para-governar-o-brasil/

    • Neco 12/11/2017 at 08:38

      Ele esta certo.
      Dai quem tem o mesmo perfil: Bolsonaro.

  • Cash-for-crash 12/11/2017 at 08:25

    Bom dia negada.
    É melhor Jair…. Já sabe, né?
    https://www.oantagonista.com/brasil/mercado-se-rende-bolsonaro-contra-lula/

  • Neco 12/11/2017 at 08:35

    Bom dia.

    Não tem tópico novo hoje?

  • Zuka Jones 12/11/2017 at 08:48
    • Neco 12/11/2017 at 08:50

      Isso é boa notícia.

  • Amy Rose 12/11/2017 at 09:08

    Ah vá sua mimizenta:

    https://g1.globo.com/educacao/enem/2017/noticia/lamentavel-torcer-pelo-showdosatrasados-diz-aluna-de-direito-que-perdeu-o-enem-e-virou-meme.ghtml

    “Eu sempre vou sempre reconhecida como atrasada de 2015. O que me fez superar esse incômodo foi a bolsa que eu ganhei e a possibilidade de voltar a estudar. Vou me especializar em crimes na internet, tenho vários projetos futuros para acabar com bullying na internet.”

    Sinceramente, não há razão para atrasar no Enem. Eles colocam o candidato próximo a residência. Fora que hoje existe google maps/moovit, onde vc planeja sua viagem com antecedência e pode verificar também no dia a situação do trânsito e em que horas os transportes vão passar. Atrasa porque quer. Na minha época não tinha isso, lembro que no dia anterior eu ia para conhecer o local, cronometrava o tempo de viagem para não ter surpresas no dia da prova.

    • Zuka Jones 12/11/2017 at 09:21

      Uma frase sintetiza isso: “A culpa é minha e eu coloco em quem eu quiser” (Simpson, Homer)

  • Quero mais é que se f... 12/11/2017 at 09:26

    Bom Dia a todos!

  • Barnabezinho 12/11/2017 at 09:33

    Bom dia! alguém pode abrir o topico de hoje? estou em Búzios, e meu sinal de internet tá um cocô, só no meio da rua essa merda funciona!!!!!!!!!

    • Quero mais é que se f... 12/11/2017 at 09:33

      Arda no sol de Búzios!

  • Quero mais é que se f... 12/11/2017 at 09:33